Inovação

Máquina de café inteligente permite customizar cápsulas convencionais como numa cafeteria

por: Vitor Paiva

Apesar das máquinas de café nos oferecerem praticidade, rapidez e agilidade para podermos saborear nossa bebida preferida o quanto antes e melhor, elas não costumam nos permitir customizar nosso café, de acordo com o gosto, a preferência e as vontades de cada um. É nesse ponto que entra em cena The Morning Machine, uma máquina smart que serve justamente para quem adora a conveniência das máquinas de café expresso, mas quer ter maior controle sobre as qualidades e características da bebida que enche nossas xícaras e nossos corações pela manhã.

Basicamente, a ideia dessa “máquina da manhã”, como o nome sugere, é reunir a simplicidade e facilidade de uma máquina comum, com a variedade de possibilidades de um café caseiro, moído, manufaturado, preparado especialmente para o gosto do consumidor – para revolucionar o mundo da infusão e preparo caseiro de café.

Através de um aplicativo, o usuário pode “ressaltar as nuances de cada tipo de grão”, controlando a temperatura do preparo com precisão, realizando infusões baseadas no peso do café para medir a quantidade de água, aumentando e diminuindo a pressão do preparo para, assim, alterar também a textura da bebida.

Dessa forma, a máquina oferece o caminho para que cada amante do café possa saborear a bebida da maneira mais indicada para cada tipo de grão. “Café com personalidade, na sua cozinha”, promete o slogan da The Morning Machine. A ideia é encapsular as diversas técnicas de preparo que um barista utiliza para alcançar o café ideal dentro da máquina, ao alcance de um botão. Tudo, segundo consta, é acessível, a fim de que o uso da máquina torne algo extremamente complexo em uma prática simples e prazerosa – tanto quanto uma bela xícara de café. É como uma cafeteria em casa, com um vasto cardápio de opções, e o sabor de um café verdadeiramente especial.

E melhor: se você quiser também saborear suas boas e velhas capsulas de Nespresso, a Morning Machine é compatível. O projeto vem sendo desenvolvido há mais de dois anos, e enfim alcançou o estágio final, para chegar ao mercado, e por isso uma campanha de financiamento coletivo foi iniciada no Kickstarter para que enfim a máquina possa ser fabricada.

E se um crowdfunding é também uma maneira de medir o potencial de sucesso de um produto, os criadores da The Morning Machine não têm com o que se preocupar: a meta inicial, de pouco mais de 58 mil dólares, foi superada em somente dois dias. Faltando ainda 15 dias para o fim da campanha quando da publicação dessa matéria, o projeto já havia arrecadado mais de 120 mil dólares.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Alunos do Ceará usam capacete para criar sensor de movimentos para cegos