Debate

Mulher negra que tomou soco e recebeu xingamento racista de PM pagou fiança para ser solta

por: Redação Hypeness

A pedagoga Eliana Espírito Santo da Silva é mais uma vítima do racismo institucional no Brasil. Mulher negra de 39 anos, ela foi agredida por policiais militares do Amapá após protestar contra a brutalidade de uma abordagem. Depois tomar socos e ser agredida pela polícia, a pedagoga foi presa por um suposto desacato e resistência à prisão. Detalhe, além de agredida, Eliana pagou fiança para ser libertada.

– Mulher negra que teve pescoço pisado por PM mostra que lógica racista da polícia só acaba com refundação

Polícias militares do Amapá agrediram mulher negra que filmava abordagem

Mais um ‘caso isolado de racismo’

O caso causou comoção nas redes sociais. Após a agressão, registrada em vídeo por um morador, a mulher foi levada para a delegacia, e, segundo a própria, sofreu racismo pelos ‘agentes de segurança‘. Eliana só foi liberada depois do pagamento de fiança no valor R$ 800. Tudo isso para ser vítima de violência e racismo.

– Pais negros ensinam seus filhos a lidar com a polícia em vídeo poderoso que alerta pra força do racismo institucional

“Para mim isso foi uma tortura, mexeu muito com meu psicológico. […] Eu fui chamada de preta, fui chamada de vagabunda por eles na delegacia. Eu me senti ofendida e para mim foi um preconceito muito grande, porque éramos os únicos negros ali”, afirmou a pedagoga ao G1.

“O correto era todo mundo ser ouvido. Por que eu vou pagar fiança por um crime que eu não cometi? Por que o policial me agrediu se eu não ofendi ele e estava apenas fazendo um vídeo?”, completou.

Confira as imagens:

A polícia militar seguiu pelo caminho de sempre e disse que o que aconteceu com a pedagoga foi uma ‘se trata de uma ação isolada‘. assim como o governador do estado, Waldez Góes (PDT). O último, pelo menos, reconheceu o teor racista da ação dos policiais. Agora, a PM-AP afirmou que irá instaurar investigação sobre o caso.

– João Pedro, morto em operação policial no meio de pandemia, levou tiro nas costas, diz laudo

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Beijo entre menina de 13 famosa no TikTok e menino de 19 viraliza e levanta debate na web