Debate

Plenária virtual de candidatas negras é invadida por ataques racistas: ‘Negro macaco’ e ‘brancos no topo’

por: Karol Gomes

As candidatas a vereadoras pelo PSOL Tainá Rosa e Lauana Nara formalizaram uma denúncia no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) após serem vítimas de ofensas racistas durante uma plenária virtual que aconteceu no último sábado (26). Os suspeitos ingressaram na reunião que visava debater o programa de campanha conjunta das duas e enviaram mensagens como “Negro macaco” e “brancos no topo”.

Durante a plenária, os autores do ataque ainda inseriram músicas de apelo sexual e com apologia ao estupro. A tentativa de excluí-los da sala virtual ou silenciar seus áudios foi em vão, já que o encontro acontecia por uma versão gratuita de uma plataforma que ofertava recursos limitados de controle.

– Família de Marielle Franco cria agenda pública para candidaturas de todo o Brasil

“Achamos que era sem querer, que alguém tinha deixado uma música tocando. Mas aquilo foi se intensificando. Desligamos o microfone da pessoa, mas outras começaram a fazer. Foi quando vimos que tinha um trio. Tiramos as pessoas da sala e elas retornavam. Ficou incontrolável”, disse Tainá, em entrevista ao jornal O Globo. Ela afirmou ainda que precisou migrar para o Facebook para continuar a reunião.

– Comentarista demitido após mandar jogador ‘pra senzala’ tinha grupo no WhatsApp com mesmo nome

Ainda segundo a candidata, a plenária era aberta ao público, que deveria se inscrever por um formulário online. As pessoas que se cadastraram receberam o link por e-mail, que foi disponibilizado minutos antes em uma plataforma que agrupa endereços eletrônicos.

O evento tinha o intuito de discutir um dos eixos de atuação do programa de campanha, cuja espinha dorsal é o enfrentamento ao racismo. Em pauta, estavam questões de mobilidade urbana, cultura periférica e saúde mental. Os temas eram debatidos por ativistas, professores e artistas que participavam do encontro.

– Racismo: funcionária acusa gerente da Rosa Chá de chamá-la de escrava na frente de colegas

As candidatas Tainá Rosa e Lauana Nara

Tainá e Lauana compõem uma candidatura conjunta à vereança em Belo Horizonte, capital mineira. Como a legislação não permite o registro duplo, Tainá foi oficializada como candidata, embora as duas pretendam exercer o mandato em colaboração, caso eleitas. Entre os 41 vereadores em exercício na Câmara de Belo Horizonte, apenas quatro são mulheres — nenhuma delas negra.

Publicidade

Fotos: Reprodução / Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Velhas grávidas: Anna Radchenko combate etarismo com ensaio fotográfico ‘Avós’