Debate

Polícia investiga ação de seitas satanistas em mutilações, incluindo genitais, contra cavalos

por: Yuri Ferreira

A polícia francesa está investigando mais de 150 casos de mutilações de cavalos nos últimos meses. Orelhas e genitais foram retiradas dos animais e não há indicação de quem sejam os responsáveis. Segundo as autoridades, a possibilidade de se tratar de uma operação de seitas satanistas não foi descartada pelos envolvidos no caso que gerou preocupação de fazendeiros do interior do país com maus-tratos aos animais.

As autoridades policias começaram a levar em consideração a possibilidade de um culto satânico após terem encontrado uma ‘boneca de voodoo’ em uma das cena dos crimes. Outra hipótese: um desafio online bizarro que levaria jovens a cometerem esses crimes bárbaros.

– Seita satânica processa Netflix em 50 milhões por série Sabrina

Cavalos são vítimas de mutilação genital na França; Polícia suspeita de desafio na internet ou seita satânica

O dono de um rancho na Borgonha, na região oeste da França, ficou completamente chocado quando se deu de frente com dois invasores de sua propriedade que estavam prontos para cometer os crimes. Em seu sítio, ele cuida de animais abandonados. Ele agrediu um dos homens com uma bengala e tomou uma facada no braço.

– Brasil terá primeira reserva de proteção de elefantes da América Latina para abrigar vítimas de maus tratos

“O medo não passou pela minha cabeça na hora, eu só estava preocupado com os animais. Agora já estou melhor. Eu soltei um dos meus cachorros, mas eles fugiram. Eles já haviam mutilado dois pôneis e um cavalo. Não faço ideia do porquê. Parece ser um ritual. Esse é um vilarejo muito calmo, nunca imaginaríamos algo desse tipo acontecendo aqui”, afirmou Nicolas Demajean, dono do rancho, ao jornal britânico The Guardian.

“Não entendemos o que está por trás desses casos. É um ritual satânico? Um desafio macabro? Algo da internet? Não sabemos. É traumatizante”, afirmou o porta-voz da Polícia Francesa também ao Guardian.

– Maus-tratos a animais podem dar até 4 anos de prisão e multa milionária

Agora, o caso se federalizou e o Ministério do Interior e o Ministério da Agricultura vão abordar a situação.

“Nossas forças de segurança estão especialmente mobilizadas para questionar os responsáveis por atos de tortura em cavalos. Conclamamos os franceses à mobilização geral para relatar qualquer indício que acabe com essas atrocidades”, afirmou Julien Denormandie nas redes sociais.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Quatro roteiristas já se demitiram de série de José padilha sobre Marielle Franco