Ciência

Ressonância de Schumann: o pulso da Terra parou e a mudança de frequência está nos afetando

por: Redação Hypeness

Sabe aquela sensação coletiva de que agosto é um mês que custa a passar? Ou ainda, aquele baque que você sente ao perceber que, logo mais, o período de festas de fim de ano estará de volta e todos estarão comendo panetone e planejando a ceia de Natal? Esses são efeitos causados pela Ressonância de Schumann, que é o campo eletromagnético da Terra, o pulso do mundo. 

De acordo com a jornalista e astróloga Maína Mello, a Ressonância Schumann segue parada há pouco mais 48 horas. “O fenômeno está sendo percebido e relatado por muitas pessoas ao redor do globo. A sensação de que estamos dando um salto quântico, reiniciando”, escreveu em seu Instagram. 

– Nasa investiga anomalia no campo magnético da Terra com potencial de instaurar o caos nas comunicações

View this post on Instagram

E a ressonância Schumann segue parada! Há 48h já… Será que o medidor quebrou, rs? É verdade que, com os ventos solares fortíssimos dos últimos tempos, pode rolar um apagão, mas não parece ser o caso. O fenômeno está sendo percebido e relatado por muitas pessoas ao redor do globo. A sensação de que estamos dando um salto quântico, reiniciando… Se não sabe do que estou falando, dá uma olhadinha no meu post de ontem. Durante milhares de anos, o pulso do campo eletromagnético terrestre, a ressonância Schumann, se manteve estável na frequência de 7,83 hz, mas de uns tempos pra cá vem oscilando e teve dias que chegou a mais de 100 hz! As razões pra isso não são claras, mas há algumas teorias que, se vocês quiserem, posso explicar depois. Por ora, o que quero comentar é sobre como nos afeta, afinal também somos vibração e é natural que nossos corpos precisem se ajustar a esse novo ambiente. O quanto cada um pode absorver essas frequências, depende da própria abertura. Podem aparecer sintomas como dor de cabeça, zumbido no ouvido, vertigem, enjoo, taquicardia, dificuldade de concentração, confusão, perda de sentidos, fadiga, insônia, falta de energia, choques térmicos (frio ou calor), dores sem causa aparente, problemas ósseos e dentários… a lista é grande. Essa mudança de frequência produz mutações fisiológicas, na biologia celular, no DNA. O que acontece é que, com o campo áurico vibrando mais rápido, o corpo físico precisa se sincronizar e os bloqueios energéticos nos corpos emocionais, mentais, espirituais e etéricos começam a se desintegrar e a liberar memórias, padrões, condicionamentos. Essas camadas aprisionadas vão chegando à consciência, e a partir disso você pode tratar, compreender e ressignificar muita coisa. À medida que o ego vai saindo do controle, sua verdade vai emergindo, deixando você Ser. Quanto mais elevada a sua vibração, menos densa é a sua realidade e maior é o seu amor ✨

A post shared by Maína Mello (@mainamello) on

Segundo Mello, durante milhares de anos, o pulso do campo eletromagnético terrestre, se manteve estável na frequência de 7,83 hz, mas de uns tempos pra cá vem oscilando e teve dias que chegou a mais de 100 hz. 

– Asteroide do tamanho de SUV bate recorde ao passar menos de 3 mil km da Terra

É possível ver a diferença nas frequências por essa imagem, do Space Observing System

As razões para isso ainda são desconhecidas, mas a maneira com que afeta o ser humano é certa: “Podem aparecer sintomas como dor de cabeça, zumbido no ouvido, vertigem, enjôo, taquicardia, dificuldade de concentração, confusão, perda de sentidos, fadiga, insônia, falta de energia, choques térmicos (frio ou calor), dores sem causa aparente, problemas ósseos e dentários… A lista é grande”, diz Mello. 

– Nasa registra colisão de duas galáxias 250 milhões de anos luz da Terra

Em outras palavras: o corpo do ser humano precisa se readaptar a tais frequências. Ainda de acordo com a astróloga, essa adaptação do corpo pode provocar mutações fisiológicas, na biologia celular ou no DNA. 

Então, andou se sentindo diferente nos últimos tempos? 

Publicidade

Foto: Space Observing System


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O que é a Pedra de Roseta, o mais importante documento arqueológico sobre o Egito Antigo?