Viagem

A paciência e a solidariedade do 1º turista a visitar Machu Picchu desde março; totalmente sozinho

por: Yuri Ferreira


O turista japonês Jesse Katayama passou sete meses no Peru aguardando pela possibilidade de conhecer as ruínas históricas de Machu Picchu. Ele foi o primeiro turista a visitar o sítio misterioso e místico dos Incas desde a chegada da pandemia no país. Somente ele viu as belezas encantadas da região nos últimos meses e tudo por uma mobilização comunitária.

Jesse tinha sua viagem marcada para Machu Picchu em 16 de março, um dia depois do início do lockdown e o sítio foi fechada. Com paciência, entretanto, ele decidiu esperar no Peru para conhecer o terreno sagrado dos incas e ficou mais de sete meses no estrangeiro para conhecer a maravilha.

– 70 produtores de conteúdo de viagem se unem em e-book pra ajudar na pandemia quem depende do turismo

Governo peruano abriu exceção para boxista japonês que aguardou mais de 7 meses para conhecer o sítio histórico de Machu Picchu

Jesse tem 26 anos e é instrutor de boxe. Ele alugou uma casa em Cusco e com paciência aguardou o dia de conhecer de Machu Picchu. Com apoio da população peruana (e também da grande comunidade japonesa no país) conseguiu uma permissão do Ministério da Cultura nacional para poder visitar o sítio histórico.

– Viajar sem os filhos é sonho de consumo dos pais após pandemia, diz pesquisa

“Eu queria conhecer Machu Picchu, porém um dia antes da data que estava marcada, o santuário fechou por conta da pandemia de coronavírus. Meu principal motivo para estar aqui no Peru era conhecer essa maravilha e não pretendia ir embora sem o fazê-lo”, contou o instrutor de boxe ao jornal La Republica.

“Recebi muitas mensagens de pessoas do Peru e dos descendentes de japoneses morando no Peru. Eu pensei que teria que desistir, mas então a população pediu ao prefeito, que pediu ao governador, que pediu ao governo federal. Eu pude ir e foi muito especial. Muito obrigado ao povo peruano”, postou em seu Instagram.

– Empresa cria tour especial para cadeirantes conhecerem Machu Picchu

O Peru é tem o segundo maior índice de mortos por milhão de habitantes pela pandemia no mundo e, mesmo com o rígido lockdown imposto no país, os nossos vizinhos amazônicos foram duramente afetados pelo coronavírus.

Confira fotos de Jesse no paraíso de Machu Picchu:

View this post on Instagram

マチュピチュキタァァァァァァァァァァァァァァァァァァ‼️‼️‼️ この前の新聞見てくれて 「頑張って」「応援してる」 「なんでも頼って」 「マチュピチュの俺の家タダで使ってええよ」 「マチュピチュ開いたらタダでガイドしたる」 「マチュピチュ村の村長に行ける様に言っとくわ」 ペルーの人達、ペルーに住んでる日本の人達から沢山メッセージもらいました😂 もう行けへんやろなと思ってたけど、皆さんが村長、政府に頼んでくれて 超特別に行かせてもらった👏🏽笑 ペルーの人達みんな優しすぎるぅ〜くぅ〜 本当にありがとうございます!! 村長と一緒にマチュピチュいった人今までおらんやろ笑 閉鎖後、1番最初にマチュピチュ行った地球人は俺だぁぁぁぁぁ🔥🔥🔥 #世界一周 #バックパッカー #27ヵ国目 #ペルー #マチュピチュ #貸し切り #村長のガイド付き #村長ごっつ男前 #トムクルーズ似なんよ #ミッションインポッシブルなんよ #peru #machupicchu #lastsamurai

A post shared by Jesse Katayama (@jessekatayama) on


Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Nesta pousada você pode dormir na casa de Hagrid, na ala da Grifinória ou até numa casa de Hobbit