Futuro

Arquitetos projetam o aeroporto do futuro para viagens espaciais comerciais

por: Kauê Vieira

Com o retorno em segurança da espaçonave SpaceX Dragon 2 à Terra – trazendo para casa com segurança os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley para casa depois de 62 dias na Estação Espacial Internacional e confirmando o êxito da primeira missão privada ao espaço – o futuro das viagens espaciais se ampliou de forma histórica. Assim, tornou-se inevitável para engenheiros e arquitetos com os olhos apontados para o futuro a pergunta: como serão os aeroportos que farão viagens comerciais, transportando civis, para o espaço?

A decolagem da SpaceX Dragon 2

A primeira resposta veio de uma parceria entre o escritório de arquitetura Noiz Architects com outros escritórios japoneses como Dentsu, Canaria e Space Port Japan – como nasceu o projeto da SPACEPORT CITY, um imenso centro desenhado para reunir um aeroporto para viagens espaciais comerciais com um grande espaço de pesquisa e programas ligados às idas ao espaço.

Além de gigantescos painéis solares para alimentar o consumo de energia do espaço, o projeto oferece desenhos alternativos à costumeira arquitetura austera de aeroportos – com jardins públicos, áreas de observação e até mesmo espaços para o cultivo de plantas e vegetais.

Dividido em 5 diferentes pavimentos, a SPACEPORT CITY também foi projetada para receber pousos e decolagens de aeronaves, e por isso seu desenho arredondado e geométrico foi também planejado para ser visível do espaço – a fim de criar um novo precedente para o futuro – não tão distante – das viagens espaciais comerciais.

Publicidade

© fotos: divulgação/Getty Images


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Tel Aviv vai se tornar primeira cidade do mundo com estrada elétrica que carrega carros