Inspiração

De Merkel à Marielle, livro conta as histórias das mulheres da política para adolescentes

por: Redação Hypeness

“She represents” (“Ela representa”, em tradução livre) é o primeiro livro da jornalista norte-americana Caitlin Donohue. Com histórias de 44 mulheres na política, a publicação é direcionada principalmente para garotas adolescentes que alimentam o desejo de conhecer os nomes, os rostos e as trajetórias de líderes femininas responsáveis por tomadas de decisões governamentais em todo o mundo.

Publicado na língua inglesa pela editora Lerner, o livro apresenta ilustrações de mulheres como Angela Merkel, chanceler da Alemanha; Marielle Franco, vereadora assassinada no Rio de Janeiro e conhecida por lutar por melhores condições de vida para minorias sociais; Camila Vallejo, deputada no Chile; e mais de 40 outras mulheres que contribuem ou já contribuíram para uma maior diversidade nas decisões políticas globais.

– Coletivo de escritoras lista mais de 100 autoras negras brasileiras para conhecer

View this post on Instagram

In a post RBG world, we have to use all the tools at hand. Here's another good reason for why Republican women are included in She Represents; these 3 senators could help save reproductive and civil rights–or what's left of them, in a country that "collects uteruses" of refugee women. @senlisamurkowski of Alaska voted against Brett Kavanaugh's Supreme Court appointment, even though she knew Trump would come for her. @senmcsallyaz of Arizona spoke out against her own sexual assault in the military. @sensusancollins of Maine is facing a more progressive challenger in November. Their bios are in the book, and they speak to how they can, and must, be moved. If they're your representatives, get in touch. Let them know you won't forget if they vote to confirm Trump's ghoul. PS US/Mexico I got another shipment of the book, DM if you want a signed copy.

A post shared by Caitlin Donohue (@byrdwatch) on

De acordo com informações do “El País“, Caitlin tem 35 anos, reside na Cidade do México e era responsável por cobrir movimentos sindicais e a cultura hippie na Califórnia.

Conhecida pelo trabalho de investigação de um importante caso de abusos sexuais sucessivos por parte de um blogueiro do estado norte-americano em que a jornalista atuava, a escritora não hesita em entrelaçar questões de gênero e cultura.

– Site lista 25 livros de escritoras indígenas para você enriquecer mente e espírito

Com o cuidado de documentar e apresentar mulheres de diferentes posições políticas e ideológicas, Caitlin fala, em entrevista ao “El País”, um pouco sobre a importância da decisão.

“Era muito importante para mim incluir as mulheres da Administração Trump, porque este não é um livro sobre modelos a seguir, é um livro sobre as mulheres que são mais influentes na política global hoje”, explica a autora.

Você pode achar que elas acreditam em coisas que você não acredita, mas, ainda assim, é importante que as adolescentes as conheçam e é importante conhecer sua história de vida e poder conectar essas coisas, para se perguntar algo como: ‘por que essa mulher tem esses valores políticos?’ Bem, podemos voltar no tempo e ver onde elas se criaram, quem eram seus familiares, quais foram os obstáculos que encontraram na vida.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mãe que saiu do armário junto com o filho agora inspira outras mães: ‘Era ele o protagonista, não eu’