Debate

‘Diabão’ e ‘mulher demônia’ se defendem de críticas e falam de suas modificações corporais

por: Redação Hypeness

O estilo de vida, no mínimo, diferente de Michel Praddo, de 44 anos, e sua esposa Carol Prado, de 35 anos, tem chamado atenção na internet, fazendo com que eles sejam conhecidos como “Diabão” e “Mulher Demônia” nas redes sociais. Mas nem todos os olhares são positivos: em entrevista recente ao G1, o casal falou sobre as críticas sobre a aparência corporal modificada. 

O casal mora em Praia Grande, litoral de São Paulo, e está junto há 11 anos. Ambos têm praticamente o corpo todo tatuado e várias modificações, como chifres na testa, divisão da língua (tongue split), e pigmentação nos olhos (eyeball tattoo). Diabão tem 85% da pele coberta por tatuagens e modificações parecidas com as da esposa, como chifres e dentes alongados, além de carnificações, como remoção das orelhas e do nariz.

– Mulher fica chocada ao descobrir real significado de tatuagem de namorado

Eles deixaram claro que são extremamente felizes por viverem dessa forma, mas que se incomodam com a falta de respeito. Diabão, que trabalha como tatuador, contou que o casal recebe frequentemente diversos comentários nas redes sociais, alguns deles muito maldosos, questionando até o caráter e a criação do filho e o fato de se intitularem como demônios.

– Mulher maori faz história como 1ª apresentadora de TV com tatuagem facial

“Essa galera ignorante sempre vai existir, não é? Eu tenho aprendido a ignorar, não por ser evoluído, mas porque já me causou muito mal. Me incomoda, mas não em relação ao pensamento contrário, a desaprovação ou quando a pessoa expõe seus pensamentos, mas pela falta de respeito. É ruim quando as pessoas são agressivas e te diminuem ou julgam pela aparência”, declarou.

Para Diabão, a vontade de fazer modificações extremas se intensificou há pouco mais de quatro anos e Carol seguiu na onda do marido logo em seguida. Juntos, eles passaram a se identificar com o novo estilo.

– ‘Envaidece a viadagem’: gay e negro, ele usou a tatuagem para superar o preconceito com si mesmo

O tatuador acredita que o encontro dos dois estava marcado para acontecer, devido à conexão que eles têm. O casal se conheceu em um estúdio de tatuagem e, desde então, estão juntos. Para ele, o relacionamento dos dois é muito saudável e maduro. 

“Sou muito grato a Deus pela família e pelo meu casamento. Poucos têm essa chance. Talvez, em vez de julgar, eles devessem aprender sobre o que é amor, o que é família”, concluiu.

Publicidade

Fotos: Reprodução / Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Quatro roteiristas já se demitiram de série de José padilha sobre Marielle Franco