Ciência

Egito anuncia descoberta de 59 sarcófagos de mais de 2,5 mil anos; veja imagens

por: Yuri Ferreira

O governo do Egito anunciou uma importante descoberta na região de Saqqarah: foram mais de 59 sarcófagos encontrados em diversas tumbas da Pirâmide de Djoser, na cidade antiga de Mênfis. Em setembro, o Ministério do Turismo e de Antiguidades do Egito já havia anunciado a descoberta de seis sarcófagos. Agora, foram mais 46 peças anunciadas e o evento de anúncio gerou polêmica nas redes sociais.

– Egito encontra múmias de gatos de 6 mil anos de idade

Evento contou com presença de diplomatas e imprensa, o que causou polêmica

O anúncio e exibição das descobertas foi bastante polêmico por não respeitar protocolos contra a covid-19. Foram mais de 200 jornalistas e 60 embaixadores, além de outros convidados. Uma imagem da abertura da tumba foi bastante criticada porque um membro do governo egípcio mexeu no sarcófago sem uso de máscara ou luva, colocando centenas de pessoas em contato com potenciais patógenos e manipulando as antiquidades de maneira inadequada.

Veja o vídeo:

“Meus colegas do Conselho Supremo de Antiguidades descobriram túmulos cheios de caixões de madeira, lacrados e intactos. Estou muito impressionado que a Covid-19 não os impediu de cavar para desvendar mais mistérios e segredos da nossa grande civilização”, afirmou Khaled El-Enany, Ministro do Turismo e Antiguidades do Egito, ao Ahram Online.

Tumba onde os sarcófagos foram encontrados. Estilos mostram que se tratam de artefatos pré-Alexandrinos

– Múmias de 3 mil anos são encontradas em 30 sarcófagos bem preservados no Egito

Os sarcófagos foram encontrados com alto grau de conservação e, segundo os especialistas, são antiguidades anteriores à chegada de Alexandre, o Grande no Egito. Os estudos preliminares e estilo das peças indica que as tumbas podem ter sido feitas na 26ª Dinastia (672 a 525 a.C.).

Especialistas manipulam sarcófagos; membros de elite de Saqqarah foram enterrados em pirâmide

– México e Piauí são chave de pesquisa que revela ‘descoberta’ da América muito antes do imaginado

Também foram encontradas outras 28 estátuas de Ptah-Soker, deus que simbolizava a região de Saqqara. Além disso, uma estátua de 35 centímetros da divindade Nefertum também foi encontrada, com pedras preciosas no objeto. Segundo os arqueólogos, era Badi-Amun o sacerdote dono da estatueta.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Morte de médico brasileiro de 28 ano que participava dos testes da vacina de Oxford preocupa