Arte

Fotógrafo inventa cenas surrealistas tomando animais como inspiração

02 • 10 • 2020 às 19:33
Atualizada em 07 • 10 • 2020 às 19:16
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Aquela discreta sensação de que há algo de anormal, entre o mágico e o assustador, que costuma nos assaltar durante os sonhos é a mesma sensação que as montagens realizadas pelo fotógrafo e artista plástico norueguês Simen Johan. Em seu trabalho, animais são posicionados em cenários inesperados para provocar a onírica sensação de suas colagens – feitas normalmente com duas ou mais fotos. O resultado faz com que animais e cenários em princípio corriqueiros se tornem imagens reais como que de outras dimensões.

Entre pandas sorridentes e lobos furiosos, flamingos enamorados e girafas gigantescas, o trabalho de Johan – que vive atualmente na cidade de Nova York – é capaz de provocar estranhamento mesmo em imagens que aparentam normalidade inicial. Os detalhes são tão vivos que pode parecer uma mera foto da vida selvagem – mas quando investigadas em detalhes, as imagens se mostram tão fantásticas quanto desconcertantes.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness