Criatividade

Pombo dançarino criado por animadores é a melhor coisa que você vai ver hoje

por: Vitor Paiva

Todo pombo parece, quando caminha, estar um pouco dançando pelas praças ou ruas das cidades. Repare bem: o movimento do pescoço, o jeito afetado e agitado de reagir, o balanço provocado pelos passos das patas curtas do pássaro, dão aos pombos um certo suingue, como se estivesse escutando uma boa música em um fone de ouvido enquanto caminham. Pois essa foi a precisa inspiração para o vídeo da música “Who Dat”, do cantor californiano Emmit Fenn: a ginga e o groove dos pombos, com o vídeo sendo estrelado por um pombo dançarino em animação.

© Reprodução

A ideia da canção surgiu para Fenn de um pombo da vida real, que cruzou com o cantor nas ruas de Nova York. “Eu estava na cidade uns meses atrás para trabalhar, e uma das minhas coisas favoritas é caminhar sem destino pelas ruas”, lembra. “Em um dado momento, estava tocando uma velha e super dançante música house, e enquanto eu escutava vi esse pombo caminhando no ritmo da música. Eu nunca havia visto nada tão confiante antes – honestamente, naquele momento eu quis ser aquele pombo”.

Fenn escreveu a canção na mesma tarde, e convidou o diretor e animador Patrick Jean para transformar o que havia visto em um divertido vídeo em animação.

O cantor californiano Emmit Fenn © Facebook

O diretor criou uma realista e incrivelmente funkeada versão em 3D do pombo dançarino que Fenn havia encontrado em Nova York, criando assim o vídeo mais divertido que você verá hoje em toda a internet.

Publicado por Pombo Vacilaum em Quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Assistindo o vídeo, porém, é impossível não lembrar da página Pombo Vacilaum, especialmente do hit imortal “Dança do Pombo” – lembrando que tanto pombos quanto vídeos hilários na internet são também parte profunda da cultura brasileira.

Segura a batida vacilaum pru pruu Kkkkkkkjjjjj

Publicado por Pombo Vacilaum em Sexta-feira, 7 de outubro de 2016

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Máscaras usam estampas NSFW para identificar proximidade excessiva