Diversidade

Tweet que transformou ‘Cachinhos Dourados’ em ‘Cachinhos Crespos’ vira capa de livro infantil

por: Redação Hypeness

Um tweet escrito pelo historiador e professor Diony Mattos transformou a popular história “Cachinhos Dourados” em “Cachinhos Crespos” e viralizou na rede social. Inspirada pela ideia subversiva de Diony, a designer Renata Aguiar resolveu ilustrar a releitura do enredo — que substitui a menina loira por uma menina negra, os ursos por onças e o mingau por açaí — no formato de uma linda capa de livro infatil.

Com mais de 26 mil curtidas, o post de Diony (@DionyMattos) fez da história eurocentrada mais verossímil à realidade brasileira. “Decolonize as histórinha”, comentou o autor no próprio tweet como forma de incentivar mais pessoas a trazerem narrativas pouco representativas para mais perto das identidades de quem as escuta.

– ‘A Pequena Sereia’: Turma da Mônica mostrou como representatividade importa

– ‘Hair Love’: curta vencedor do ‘Oscar’ sobre cabelos crespos vai virar série

O que era apenas um post acabou virando parceria, e Diony irá, de fato, escrever o livro “Cachinhos Crespos” com ilustrações feitas por Renata (@rehdesenha). De acordo com tweets do autor, os dois responsáveis pelo projeto vão tentar fechar parceria com alguma organização que esteja lutando contra o desmatamento no Pantanal ou pela causa de alguma nação indígena.

Para saber os próximos passos do livro “Cachinhos Crespos e as Três Onças“, basta acompanhar o moment sobre o livro, no Twitter.

‘Cachinhos Crespos’: ilustração de Renata Aguiar baseada na releitura criada por Diony Mattos

Publicidade

Foto: Arte por Renata Aguiar/@rehdesenha


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mãe e filha fazem história no ar ao pilotarem avião comercial juntas