Arte

Artista recria personagens de animes do Studio Ghibli interagindo com a natureza

Vitor Paiva - 26/11/2020 | Atualizada em - 27/11/2020

Quando imaginou os personagens das animações japonesas do Studio Ghibli vivendo na natureza, no que seriam seus habitats originais, a artista suíça Déborah Maradan decidiu encarnar sua imaginação através de sua arte – e desenhar os personagens dos animes interagindo com a natureza.

Utilizando de forma delicada, pungente e mesmo poética a técnica de aquarela para a pintura, Maradan devolveu às florestas e matas personagens como Kaonashi, Sheeta, Totoro e Chihiro.

“Os filmes do Studio Ghibli emocionaram uma grande variedade de pessoas de todas as idades ao longo dos anos”, disse a artista. “A combinação de lindos visuais, histórias tocantes, animações espetaculares e música de tirar o fôlego fazem dessas minhas animações favoritas”. Segundo Maradan, em suas aquarelas ela combinou seu amor pelos filmes com seu amor pela natureza, para recriar as sensações de “serenidade, alegria e amor à vida” que as animações do Studio Ghibli lhe deram.

Inaugurado em meados dos anos 1980 pelos animadores e diretores Hayao Miyazaki e Isao Takahata e pelo produtor  Toshio Suzuki, o Studio Ghibli viria a se tornar um dos maiores produtores de animes em todo mundo – com seis das dez mais bem-sucedidas animações do gênero em seu catálogo.

‘A Viagem De Chihiro’, animação lançada pelo estúdio em 2001, viria a se tornar o filme japonês de maior sucesso comercial em todos os tempos – arrecandando 347 milhões de dólares por todo o mundo – e ainda conquistaria o ‘Oscar’ de Melhor Filme de Animação.

Publicidade

© Artes: Déborah Maradan


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.