Fotografia

As melhores fotos retratando o clima dentre os vencedores do concurso Weather Photographer of the Year 2020

por: Vitor Paiva

Se é fácil sentir o clima e os efeitos do frio ou do calor sobre nosso corpo e vida, pode ser especialmente difícil registrar tais sensações em uma imagem – como em uma foto. Por isso são tão incríveis as fotografias vencedoras da edição 2020 do concurso anual Weather Photographer of the Year, ou Fotógrafo de Clima do Ano: é como se cada imagem provocasse em quem vê a sensação do clima, entre o frio congelante e o calor delirante, que a foto mostra.

“Blizzard”, foto de Rudolf Sulgan, vencedora principal do concurso 

Basta um rápido olhar sobre a foto vencedora para começar a sentir o frio cortante da ventania da nevasca que tomava Nova York no inverno de 2018 quando o fotógrafo Rudolf Sulgan bateu a foto intitulada “Blizzard”. Grande vencedora do concurso em 2020, a foto foi tirada na Brooklyn Bridge, em Manhattan, durante uma nevasca intensa, e se a imagem se destaca pela força expressiva com que registra a intensidade do frio, seu propósito era ainda maior. “Minha maior preocupação e inspiração é que minha imagem possa ter alguma parte no combate às mudanças climáticas”, disse Sulgan para o site do concurso.

“Baikal Treasure”, de Alexey Trofimov, foto favorita do público

Organizado pela AccuWeather em parceria com a Royal Meteorological Society, o  concurso começou com 7.700 imagens inscritas, e os campeões foram escolhidos a de uma primeira seleção de 26 fotos. Além da categoria principal vencida por “Blizzard”, o concurso também premiou fotos nas categorias Favorita do Público, Jovem, e ainda 1º vice-campeão, 2º vice-campeão, e vice-campeão jovem.

Foto de Kolesnik Stephanie Sergeevna, de 17 anos, escolhida como melhor foto jovem do ano 

Emma Rose Karsten, vice-campeã da categoria jovem. A foto foi tirada quando Emma tinha 17 anos.

“O clima afeta todas as nossas vidas e essa foto capta isso perfeitamente”, disse Liz Bentley, chefe-executivo da Royal Meteorological Society e membro do painel de jurados do concurso. “A Brooklyn Bridge é um pano de fundo icônico, mas é o efeito combinado da neve, o vento e a temperatura congelante sobre as pessoas tentando cruzar a ponte que conta toda a história – ela me dá frio na espinha”, comentou, referindo-se à foto vencedora do concurso.

“Tea Hills”, de Vu Trung Huan, primeira foto vice-campeão

“Monster”, de Maja Kraljik, segunda foto vice-campeã

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Os alpes franceses parecem montanhas de outro planeta pela fotografia infravermelha