Ciência

Estudantes do Ceará conquistam 1º e 2º lugar em prêmio de soluções tecnológicas

Vitor Paiva - 27/11/2020 | Atualizada em - 05/03/2021

Na sétima edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, programa da Samsung que por todo o mundo convoca alunos e professores da rede pública a apresentarem novidades e soluções para questões de suas regiões através de experimentação tecnológica e científica, os grandes vencedores vieram do Ceará – mais precisamente da Escola Estadual de Educação Profissional Edson Queiroz, no município de Cascavel, região metropolitana de Fortaleza. O projeto vencedor, intitulado “Vespertílio 01- robô semeador para a agricultura familiar”, consiste em um robô capaz de ajudar produtores locais no plantio de sementes.

O robô cearense do projeto vencedor do prêmio

Mas não somente: o robô agricultor de Cascavel é todo feito com material reciclável e movido por energia solar. A ideia é que a tecnologia possa beneficiar agriculturas familiares aumentando a produção e reduzindo o esforço dos agricultores propriamente – além de aumentar a produção de alimentos a um custo menor e reduzir o impacto de tal produção sobre o meio-ambiente. Aos vencedores, para além de prêmios já recebidos como mentorias e notebooks, foi oferecido a cada estudante um smartphone Samsung e, para a escola, uma Smart TV Samsung.

“A qualidade do projeto que desenvolveu o robô semeador reflete, por um lado, o compromisso dos educadores com a educação pública e, por outro, o compromisso dos jovens estudantes com seu próprio aprendizado e com a criação de um futuro mais inovador e sustentável. Essa experiência precisa ser conhecida e reconhecida em todo o Brasil”, afirmou Anna Helena Altenfelder, Presidente do Conselho e Diretora Executiva interina do CENPEC Educação, organização por trás da coordenação técnica do prêmio. Mas a celebração em Cascavel não se resumiu à primeira colocação: com o projeto “CapSeed: Revestimento de Sementes com Goma Sustentável”, o segundo colocado também veio do município cearense.

Tal projeto consiste no desenvolvimento de um revestimento capaz de prolongar a vida útil de sementes, a fim de otimizar o armazenamento e, com, isso o plantio ao fim – e combater o desperdício. A “prata” ficou com alunos da Escola Ronaldo Caminha Barbosa, que sintetizaram o revestimento. A terceira colocação ficou com o projeto “Materiais à base de grafeno sintetizados eletroquimicamente para remoção de corantes têxteis usados no polo de confecção do Agreste Pernambucano”, de estudantes do Instituto Federal de Pernambuco, no Recife.

Não é de hoje que os estudantes cearenses se destacam em suas produções científicas: esse é o segundo ano consecutivo que estudantes cearenses dominam o Prêmio Respostas para o Amanhã. Além disso, em diversas olimpíadas de matemática recentes os representantes do estado conquistaram títulos importantes, e recentemente um grupo de alunos da cidade de Pindoretama desenvolveram um capacete com sensores capaz de ajudar na locomoção de pessoas com deficiência visual.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.