Debate

Felipe Neto é o mais novo ‘classe média sofre’ ao comentar prejuízo com queda do YouTube

por: Redação Hypeness

O influenciador digital Felipe Neto virou motivo de piada nas redes sociais de tanta revolta que gerou ao afirmar que perdeu cerca de R$ 17 mil no período de duas horas em que o Youtube ficou fora do ar, nesta quarta-feira (11) – tadinho, né? Diante disso, o influenciador digital figurou entre os assuntos mais comentados do Twitter, nesta quinta-feira (12).

– Felipe Neto diz no ‘Roda Viva’ que errou com impeachment e que Brasil não precisa de ‘salvador da pátria’

“Calculando os danos… A queda do Youtube por 2 horas, durante horário nobre, fez meu canal deixar de fazer 1.6 milhão de visualizações durante o período. Tive em torno de 3.3 mil dólares de prejuízo, o que dá aproximadamente 17.7 mil reais. Bizarro”, afirmou Felipe Neto, pelo Twitter.

– Felipe Neto ganha indenização e retratação pública de deputado que o ligou ao massacre de Suzano

As reações foram imediatas e debochadas. Teve seguidor perguntando até se Neto estava precisando de uma cesta básica depois desse prejuízo ou qualquer outro tipo de ajuda financeira.

O influenciador correu para se justificar. “Eu não faço 17 mil reais a cada duas horas, não calculem precipitadamente. O horário nobre é entre 10h e 22h. Oh seja, o grande volume de views fica em apenas 12h. O ganho é variável. Está altíssimo nesse momento pq estamos perto da Black Friday. Por isso o prejuízo de 17.7k”, afirmou o influenciador.

– Super herói: Felipe Neto compra e distribui 10 mil livros censurados na Bienal

Mas já era tarde demais e as replys de Neto já estavam cheias das reações mais engraçadas – e combativas – ao seu post original.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
GCM com cargo de alto escalão defende supremacia branca nas redes sociais