Debate

Garota de 13 anos se casa obrigada com homem de 48 em país que não admite divórcio

por: Redação Hypeness

Uma jovem de 13 anos, Asnaira Pamansag Mugaling, foi forçada pelos seus pais a se casar com um homem de 48 anos de idade, Abdulrzak Ampatua é o nome dele. Como se não bastasse, o marido tem outras quatro mulheres e filhos da mesma idade de Asnaira. Vale lembrar que as Filipinas são o único país do mundo a não permitir o divórcio (sério).

– Jovem renuncia ao islamismo e comemora liberdade de não ter mais sua vida controlada por homens

Casamento forçado nas Filipinas ainda é legalizado e previsão é que prática seja proibida apenas em 2030

Apesar da maioria católica no país, o casamento foi feito na comunidade de Mamasapano, no estado de Maguindan, região predominantemente islâmica das Filipinas. Lá, a poligamia e o casamento forçado são práticas comuns.

– Menina de 19 anos usa seu incrível talento musical para fugir de casamento forçado

O fazendeiro de 48 anos se casou com a criança de 13 em 22 de outubro – dia de celebrações em rito islâmico sunita. A criança afirmou aos tabloides britânicos que está feliz com o casamento forçado pela família. “Estou aprendendo a cozinhar porque não sou boa nisso agora. Quero fazer meu marido feliz”, disse a jovem, ainda na infância, e que se casou contra a vontade.

– Ela superou abusos e um casamento forçado e realizou o sonho de ser lutadora profissional

O homem de 48 anos que, literalmente está se casando com uma criança, se revelou contente com a relação. “Estou feliz por tê-la encontrado e passar os meus dias com ela cuidando dos meus filhos”, disse Abdulzrak. Ele reforçou que irá pagar os estudos da jovem até os 20 anos de idade, quando ele pretende ter filhos com ela. “Vou pagar a escola dela porque quero que ela receba educação enquanto espera a hora certa para ter filhos”, explicou.

Nas Filipinas, o casamento forçado é legalizado, contrariando as resoluções da ONU que não recomendam essa conduta. O país afirma que pretende acabar com a prática até 2030, mas ainda não prevê exercer algum poder para liberar o divórcio. Há mais de 726 mil meninas em situação de casamento forçado na região.

Publicidade

Fotos: Reprodução/The Sun


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Ana Beatriz, indígena de 5 anos, é morta asfixiada após ser estuprada em crime bárbaro no Amazonas