Ciência

Playlist reúne as músicas mais felizes de todos os tempos segundo neurocientistas

Vitor Paiva - 23/11/2020

Toda vez que a ciência tenta aplicar seus métodos para determinar nossas preferências pessoais – e, ainda mais, a respeito dos efeitos de obras de arte sobre nosso emocional – ela costuma encontrar resultados tão frios quanto distantes de nossos corações e mentes. Mas o neurocientista holandês Dr. Jacob Jolij decidiu também tentar – e calcular elementos comuns em canções ditas alegres, para assim conseguir medir quais seriam as músicas mais felizes de acordo com a ciência.

A banda ABBA

Desde o princípio da pesquisa o neurocientista deixou clara a inexatidão de tais medidas, e o quanto o sentimento de alegria provocado por uma música é “altamente pessoal e  fortemente dependente de contextos sociais e associações pessoais”. Seu trabalho, portanto, foi o de tentar encontrar elementos gerais e comuns capazes de ao menos sugerir que essa ou aquela canção costumam trazer felicidade ao ouvinte.

Cyndi Lauper

Para determinar seu caminho científico, Dr. Jolij analisou o ritmo, a velocidade da batida ou o tempo das músicas, a tonalidade e até mesmo as letras – e reuniu o resultado em uma playlist com clássicos de artistas e estilos diversos: supostamente as canções mais “felizes” do mundo.

Freddie Mercury, vocalista do Queen

A primeira medida determinada pela pesquisa é mais evidente para músicos: as canções em tom maior são vistas como mais alegres do que canções em tonalidade menor. Ainda segundo a pesquisa, músicas com 140 a 150 bpms costumam ser recebidas como músicas “felizes”. Sobre as letras, a pesquisa concluiu que músicas sem maior sentido ou que falem de eventos positivos – como diversão, festa, amor, dançar – são também mais percebidas dentro de tal categoria.

A cantora Gloria Gaynor

Diferentemente do esperado, a conclusão dessa pesquisa específica não foi de se jogar fora – e resultou não só em um artigo, mas em uma playlist animada e de fato boa de se ouvir,  capaz de elevar o espírito de um dia cinza, como pode se ver abaixo. Curiosamente – e um tanto injustamente – a canção “Happy”, do cantor estadunidense Pharrell Williams, não foi incluída na lista.

 

  1. “Don’t Stop Me Now” (Queen) – 1978

  1. “Dancing Queen” (Abba) – 1976

  1. “Good Vibrations” (The Beach Boys) – 1966

  1. “Uptown Girl” (Billy Joel) – 1983

  1. “Eye of The Tiger”(Survivor) – 1982

  1. “I’m a Believer” (The Monkees) – 1966

  1. “Girls Just Wanna Have Fun” (Cyndi Lauper) – 1983

  1. “Living on a Prayer” (Bon Jovi) – 1986

  1. “I Will Survive” (Gloria Gaynor) – 1978

  1. “Walking on a Sunshine” (Katrina & The Waves) – 1985

 

 

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.