Diversidade

Projeto une caminhada e resgate da cultura e história negra em São Paulo

por: Redação Hypeness

Desde maio de 2018, a Caminhada São Paulo Negra é realizada pela plataforma de turismo e representatividade Black Bird Viagem (@blackbird_viagem) com a proposta de ser um tour a pé de resgate da história e da cultura negra da capital paulistana. Candidata ao Prêmio Impactos Positivos pelo site “Lugares do Mundo” na categoria “Impacto Social no Turismo”, a iniciativa muda a relação e o olhar dos participantes com a cidade.

De acordo com informações do “Guia Negro“, o prêmio conta com apoio da Embratur e engloba projetos e ações com foco em contribuir para objetivos e necessidades da vida das pessoas. “A sociedade é composta por seus membros e objetivos e toda ação que seja na direção de um mundo melhor e uma sociedade mais justa, pacífica e alegre é um impacto social”, informa o site sobre a categoria em que a Caminhada São Paulo Negra concorre.

– 25 anos depois de Mandela, África do Sul aposta no turismo e diversidade para crescer

A Caminhada ‘São Paulo Negra’ é realizada pela plataforma de turismo e representatividade Black Bird Viagem

Por meio de um tour que começa na Praça da Liberdade e termina cerca de três horas depois na República, a Caminhada guia, durante três quilômetros, os turistas participantes da ação, que passam a conhecer lugares importantes da história dos negros em São Paulo.

Locais como a Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos; a estátua da mãe preta; a Igreja Nossa Senhora dos Enforcados; o antigo Pelourinho; e o antigo Morro da Forca, no bairro da Liberdade, são todos incluídos no passeio. Por sua vez, a migração africana atual, a música e os movimentos negros modernos também fazem parte das narrativas.

– A coisa está preta e boa: 11 lugares para fortalecer a consciência negra

Sem deixar de lado os grandes personagens negros da história local, personalidades como a escritora Carolina Maria de Jesus; o jornalista, advogado e patrono da abolição Luiz Gama; o arquiteto Joaquim Pinto de Oliveira, o Tebas; e Zumbi, o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, também são lembrados durante o percurso.

“Além de uma mudança de olhar para os lugares da cidade, que não tem volta. É uma oportunidade de conhecer novas pessoas. Muitos começam como desconhecidos e terminam trocando contatos e se tornam amigos”, conta Heitor Salatiel, fotógrafo e produtor cultural, que é um dos anfitriões da Caminhada.

Para saber mais sobre o projeto, basta seguir a Black Bird Viagem no Instagram (@blackbird_viagem) e acompanhar o site da iniciativa.

Assista ao vídeo sobre a Caminhada São Paulo Negra:

Publicidade

Foto 1: Divulgação Instagram/Black Bird Viagem


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Primeira dançarina transexual de grupo divulgado por Cardi B é marco no funk brasileiro