Debate

‘Relações sexuais entre todos’, diz delegada sobre Flordelis e família

por: Redação Hypeness

O caso do assassinato de Anderson do Carmo, cuja principal suspeita é a deputada e ex-mulher da vítima Flordelis (PSD-RJ), levantou diversas histórias bizarras sobre o Ministério da pastora evangélica e política carioca. O avanço das investigações mostra relações sexuais incomuns, tentativas de homicídio e dramas no interior da família, que contava com mais de 50 pessoas entre filhos biológicos e adotivos.

– Flordelis quer processar acusadores: ‘Fofoqueiros de plantão’. Deputada pode perder mandato

Flordelis é a principal suspeita de ser a mandante do assassinato do ex-marido, Anderson do Carmo

Agora, o drama contorna as relações sexuais extraconjugais: “Havia relações entre todos ali. Flordelis não se relacionava só com o Anderson e o Anderson não se relacionava só com ela (Flordelis)”, afirmou a delegada responsável pelo caso, delegada Barbara Lomba, ao jornal O Globo.

– Flordelis teve filme estrelado por Bruna Marquezine e Cauã Reymond. Diretor se diz arrependido

Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis que explicou as relações na casa, afirmou que a dinâmica dentro do ministério de Flordelis era repleta de jogos de poder. “Flávio se disse revoltado com as relações que ele viu (na casa). As relações eram baseadas na mentira. Estabeleceu-se uma lógica familiar baseada em estratégia e fachadas tinham que ser montadas. Muitas coisas que aconteciam lá, não poderiam aparecer”, afirmou a delegada.

Anderson, que geria a carreira de Flordelis na música e na política, passou a ser um empecilho nos planos da pastora. As investigações mostram que, junto de alguns filhos, a pastora planejou a morte dele. Tentativas de envenenamento foram registradas antes da morte por arma de fogo.

– Letícia Sabatella fala de filme sobre deputada e diz que Flordelis era ‘lobo em pele de cordeiro’

Vale lembrar que Anderson foi filho adotivo de Flordelis e, durante sua adolescência, foi escolhido como marido pela sua própria mãe, segundo as investigações. Só um pouco bizarro para uma pastora evangélica que defende a família tradicional brasileira. Mas também, de marido havia pouco: “Eles [Flordelis e Anderson] se apresentavam como um casal amoroso para a sociedade, mas às escuras era totalmente diferente”, explica Bárbara.

Flordelis nega envolvimento no caso: “Eu não mandei matar meu marido. Jamais faria isso”, disse em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini. A deputada tem imunidade parlamentar e não foi preso, mas caso seu mandato seja cassado por falta de decoro, sua prisão pode ser rápida.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
GCM com cargo de alto escalão defende supremacia branca nas redes sociais