Arte

Agenda Hype em casa: Emicida, Caetano, Orquestra Sinfônica e delivery de fim de ano na mira da semana

Gabriela Rassy - 16/12/2020

Chegando perto do fim do ano que não tem fim com muita arte para salvar nossos dias. Se você ainda não assistiu AmarElo, documentário da Lab Fantasma de Emicida que fala sobre a história do rap e do samba, de esperança, amor e cultura negra, assista agora. Já aproveite e acesse o MUI.TA, Museu Itamar Assumpção que resgata vida e obra deste importante artista da nossa cultura.

Para marcar na agenda, tem Live de Natal do Caetano; shows, papos e oficinas do Festival Mana 2.0; live da Orquestra Petrobras Sinfônica tocando Coldplay; e showzão do Samuca e a Selva pelo Sesc Ao Vivo. Vale ainda chegar junto nos lançamentos da semana, com destaque para Hot e Oreia no clipe que une as faixas Domingo e Presença.

Vem na minha!

#lives

Caetano Veloso em Vai ter Natal | YouTube do artista e pelo Canal Like na TV
Sábado, 19 de dezembro, 21h
Grátis
Caetano apresenta um repertório surpresa que vai incluir as músicas mais pedidas pelo público em suas redes sociais. E no Instagram do Like (@canallikeoficial), os fãs ainda vão poder conferir os bastidores do show. Através da hashtag #LivedoCaetanodeNatal e de enquetes lançadas no perfil de seu Instagram, o público já está sugerindo desde a semana passada hits e clássicos como “Alegria Alegria”, “Luz do Sol”, “Reconvexo”, “Odara”, “O Leãozinho”, “Trem das Cores” e muito mais. A votação virtual está movimentando as redes sociais e as canções mais votadas serão incluídas no repertório.

Festival MANA 2.0 | twitch.tv/festivalmana
Até 19 de dezembro
Grátis
Mulheres indígenas, negras, cantoras, instrumentistas, rappers, produtoras, técnicas, jornalistas. No MANA 2.0, o protagonismo é delas. As múltiplas vozes, ritmos e vivências femininas que fazem o mercado da música girar, desde os bastidores até o palco, se reúnem na programação totalmente gratuita e online. São mais de 40 mulheres da Amazônia e de diversas regiões do Brasil no evento, que traz shows, painéis de debate, oficinas, mostra de videoclipes e projeções mapeadas nos centros urbanos do Brasil. Este ano, o projeto traz surpresas especiais e homenageia Dona Onete, compositora e cantora que se tornou símbolo da cultura paraense e desponta internacionalmente como grande mestra do carimbó chamegado. Destaques para os shows em formato intimista de Tulipa Ruiz (SP) e MC Tha (SP), além do show das Suraras do Tapajós, o primeiro grupo de carimbó formado por mulheres indígenas. Confira a programação completa aqui.

Samuca e a Selva | Youtube e Instagram @sescaovivo
Sexta, 19h
Grátis
A big band paulistana formada por Samuel Samuca (voz), Victor Fão (trombone), Bio Bonato (sax barítono), Fábio Prior (percussão), Guilherme Nakata (bateria), Felippe Pipeta (trompete), Allan Spirandelli (guitarras), Kiko Bonato (sax tenor), Léo Malagrino (contrabaixo) e Lucas Coimbra (teclados) apresenta faixas de seu mais recente álbum, “Tudo que Move é Sagrado” (2018), que traz releituras originais de canções icônicas de Ronaldo Bastos, além de músicas do disco “Madurar” (2016). Canções regadas a poesia, com menções a ritmos regionais brasileiros como baião e ijexá, atrelados a influência do jazz, da salsa, do soul e do afrobeat formam o repertório, com destaque para “O Trem Azul”, “Madurar” e “Detergente”.

Energia para Cantar
19 e 20 de dezembro, das 17h às 22h
Grátis
Uma seleção maravilhosa de artistas fazem shows que são transmitidos diretamente do Caminho Niemeyer, um complexo de edifícios modernistas projetado pelo mestre Oscar Niemeyer (1907-2012) em Niterói, no RJ. Na programação, Melim, Nando Reis, Mart’nália, Xande de Pilares, Jota Quest e Mumuzinho.

Orquestra Petrobras Sinfônica faz releitura sinfônica de Coldplay
Sábado, 19 de dezembro, 22h
R$20 e podem ser comprados através do site Eventim.
Com intuito de apresentar um repertório popular e aproximar uma nova geração a música de concerto, a Orquestra Petrobras Sinfônica vem realizando apresentações dos mais diversos estilos, indo do Pop ao Clássico, passando por Rock e Samba. Agora, chegou a vez de uma das bandas britânicas de maiores sucessos ao longo das últimas décadas. A orquestra fará um concerto inédito, com releitura de quinze músicas do Coldplay, com transmissão online, diretamente do palco do Vivo Rio.

#lançamentos

Suka Figueiredo | Caminho de Mármore
“Uma mulher negra na liderança de seu trabalho autoral, a fim de representar mulheres negras e instrumentistas da música Brasileira”. Assim se apresenta a saxofonista, flautista e backing vocal Suka Figueiredo ao anunciar seu primeiro material solo, a música Caminho de Mármore. Sob forte influência de Astor Piazzolla e Moacir Santos, dois compositores fundamentais em seu processo de formação, Caminho de Mármore é delicadamente intensa e refrescante. Balizando-se entre a tradição e a modernidade, o single carrega os referenciais artísticos de Suka.

Hot e Oreia – Domingo l Presença
Unindo as músicas “Domingo” e “Presença”, os rappers mineiros misturam elementos do longa Bacurau com obras de Tarsila do Amaral e Abdias do Nascimento e até participações de Caetano Veloso, Nelson Ned e Djonga neste novo trabalho, que integra o álbum Crianças Selvagens. Até “Última Ceia”, de Leonardo da Vinci, e “A Sereia”, de Alfredo Volpi entraram no molho. Mais um arraso da dupla.

Coletivo Canela | Brincar de Mar
Tornar a poesia cotidiana e popular é um dos desejos do Coletivo Canela, quarteto pernambucano que estreia o novo single “Brincar de Mar”, refletindo o imaginário de uma criança simples que vive no sertão e nunca viu o mar. A faixa é o primeiro single do grupo, que chega para apresentar uma sonoridade simples e ao mesmo tempo robusta, como uma faixa que está ligada intimamente com a música popular brasileira, mas que flerta com a música de lavadeira e ancestral(idade), juntamente com outros gêneros como o soul, o forró, adicionado ao tempero ímpar da miscigenação musical de Pernambuco, e o axé baiano, que estão presentes na essência do coletivo.

Monica Casagrande | Moça do Vestido Molhado
Integrando “Cárcere do Carcará”, primeiro disco solo de Monica Casagrande, “Moça do Vestido Molhado” é uma declaração de amor e, principalmente, um apelo de respeito e apoio a todes desse Brasil.  Cena a cena, imagens da cantora são contrapostas com a de duas dançarinas que – representando o relacionamento afetivo entre duas mulheres – sempre aparecem em preto e branco, trazendo um olhar etéreo, quase que como um sonho.

Jupiter & Okwess | Bolingo
O grupo congolês lança uma ode a ter um propósito na vida por meio do amor. A faixa integra o EP de mesmo título, e traz a parceria do cantor e compositor carioca Rogê. Bolingo traz uma sonoridade experimental e muitos encontros! Além de Rogê, o projeto conta com participação do grande Preservation Hall Jazz Band e da cantora americana Maiya Sykes, um trabalho marcado por referências à música negra.

Fernando Vasques | Rapaz Capaz de Paz
O clipe e música se unem em conceito. Enquanto Fernando vê a canção como uma conexão forte com sua família e principalmente com os homens que dela fazem parte, as imagens utilizadas são exatamente de sua infância enquanto interagia com eles. Elas foram feitas no final dos anos 80 e início dos 90. São registros de viagens e de Botucatu, pelo olhar de seus familiares, principalmente de seu pai.

Varandão | Amada
A banda de Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, que agora ganha videoclipe, é influenciada por traps, atravessada pela música brasileira. A história é a de um garoto de coração partido pela “braba” do bairro, que dita as normas da relação e o deixa com saudades.

Laura Canabrava | Vontade
A cantora e compositora convidou a artista visual multimídia Letícia Pantoja para dirigir, montar e fazer a animação de Vontade, faixa-título do seu segundo álbum, que chegou nas plataformas digitais em maio último, de forma independente. O disco abriu uma nova aba na carreira de Canabrava, que havia lançado o elogiado “Aiye” em 2018, todo calcado na mitologia africana.

#filmes

AmarElo – É Tudo Pra Ontem | Netflix
Emicida ocupando o Theatro Municipal de São Paulo com uma banda potente e convidades especialíssimos foi um grande momento de 2019. Agora o show serve como linha narrativa para o documentário “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”. Numa expansão das canções impressas no último álbum do artista, o longa documental passa por estruturas sociais, racismo, esperança e sonhos enquanto conta a história não só de Emicida, mas de muitos jovens negros da periferia de São Paulo. Emocionante, informativo e certeiro. Separa o lencinho e o caderno de anotações!

Cinecipó
Até 28 de dezembro
Grátis

A 9ª edição do festival do filme insurgente idealizado Cardes Monção Amâncio e Daniela Pimentel de Souza, estreia no digital com o objetivo de fazer o público refletir e consumir as produções audiovisuais nacionais realizadas por indígenas, negros, LGBTQIA+ e brancos dissidentes aliados nas lutas. O evento exibe projetos que vão além das fronteiras ao selecionar, entre 500 inscritos, filmes que mergulham nas várias culturas que existem dentro do Brasil. Ao longo das semanas, também fica disponível programação focada no público infantil. Entre curtas e longas, mais de 60 produções são exibidas gratuitamente no site www.cinecipo.com.br.

#visuais

MU.ITA – Museu Itamar Assumpção
Fundado em 2020 pela família de Itamar Assumpção, este é o mais importante acervo de arte de um músico e artista da palavra do Brasil, com mais de 2 mil obras reunidas, incluindo pinturas, músicas, objetos, teses acadêmicas sobre sua obra, fotografias, textos, vídeos, figurinos e acessórios originais, das mais diversas fases da vida e carreira de Itamar. O MU.ITA também é o primeiro museu virtual de um artista negro brasileiro e o primeiro a ser traduzido para iorubá, a língua-mater nigero-congolesa. Aproximar a obra e vida de Itamar de sua ancestralidade africana, além de abrir essa possibilidade de diálogo com os irmãos e irmãs de África, é um dos pontos fundamentais nesta realização.

#cênicas

Espetáculo FIM?, Grupo Esparrama | Redes sociais do Centro Cultural de Santo Amaro
Dias 18, 19 e 20, às 15h
Agendamento nas redes sociais do Grupo Esparrama ou através do link
Em um cenário de destruição, duas baratas festejam o fim do mundo acreditando que agora ele é só delas. De repente elas se deparam com dois seres atrapalhados e esquisitos que acreditam que poderão plantar a semente do novo recomeço: dois palhaços. Irritadas com a presença destes seres, elas passam a executar planos mirabolantes e colocar divertidas armadilhas para que eles compreendam que agora o mundo agora é das baratas. De forma leve e divertida, estes palhaços irão percorrer cenários de guerras, desastres, catástrofes provocadas pelos seres humanos, convidando as crianças para encontrar uma forma de reavivar tudo o que foi perdido.

#delivery

Mais um especial de fim de ano com dicas para a ceia natalina, de fim de ano ou para mandar aquela delícia à distância para uma pessoa queride.

Aizomê
A chef Telma Shiraishi, do restaurante Aizomê, servirá na primeira semana de janeiro de 2020 o Ozoni. Essa é uma sopa tradicionalmente preparada pelos japoneses no primeiro dia do Ano Novo. Diz a tradição que, ao toma-la a pessoa terá muita sorte durante o ano. O prato quente contém mochi (bolinho à base de arroz socado) e outros ingredientes – no Japão cada região tem a sua própria versão. A chef Telma apresenta sua versão, que será vendida na unidade dos Jardins e da Japan House São Paulo, dias 2 e 3 de janeiro, por R$18. Ainda é possível pedir, via delivery, o Kit para Ozoni – para ser finalizado em casa, que serve de 2 a 5 pessoas, por R$65. Peça pelo aizome.com.br/delivery, telefone (11) 2222-1176/ whatsapp (11) 97247- 3862.

Cervejaria Nacional
Em um piscar de olhos o ano se encaminha para fim e é chegada a hora das confraternizações, mas sob os moldes de 2020: evento à distância. A Cervejaria Nacional, localizada no bairro de Pinheiros, já está preparada para realizar entregas para empresas, grupos de amigos e familiares. Primeira entre as micro-breweries de São Paulo, a operação segue até dia 23 de dezembro, e depois reabre nos dias 28, 29 e 30 deste mês. Para Happy Hour online, a Cervejaria Nacional oferece os pet growlers dos estilos Weiss, Ipa, Pilsen, Amber Ale ou Stout (R$ 28 – 1L ou R$ 19,50 – 500ml). Além da entrega em diferentes endereços para a confraternização online, o Mestre Cervejeiro Guilherme Macedo pode apresentar uma degustação guiada e uma aula sobre as características de cada cerveja. Tem no Google Play, Rappi, Uber Eats e iFood

Trattoria Nacional
A casa moderna de inspiração italiana instalada em Moema montou um cardápio com sugestões especiais para as celebrações. Para começar, o Famoso Pão de Calabresa (R$ 205, 9 Fatias), feito no forno a lenha, e a Salada Famiglia (R$ 130, para até 4 pessoas). Como principal, Beef Welington (R$225 – 3 pessoas) e Bacalhau com batatas e brócolis assado no forno a lenha, acompanhado com pangrattato de azeitona roxa (R$195 – 3 pessoas). Tem ainda opção de Linguine ao molho Bisque (R$ 215, para até 3 pessoas), com camarão, polvo e lula, ou Gnnochi Gorgonzola – (R$ 170, para até 3 pessoas), nhoque de mandioquinha, com fonduta de gorgonzola, espinafre e nozes. Os pratos serão vendidos apenas por encomenda até dia 20 de dezembro, pelo telefone 5052-0520 ou pelo Whatsapp 95495-8563.

Ceia Deola
A padaria Deola preparou pratos especiais para compor as ceias de Natal e Ano Novo 2020. Carnes, acompanhamentos frios e quentes, e sobremesas poderão ser pedidos por kg ou peças.

 

 

 

Publicidade

Foto destaque Emicida: Jeferson Delgado
Foto Itamar Assumpção: Gloria Flugel


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Dia das mães: 4 livros para presentear sua mãe!