Reverb

Artista com rara condição neurológica pinta os sons que escuta; veja suas obras

por: Redação Hypeness

Melissa McCracken, de 26 anos, é um prodígio das artes plásticas. Aos 26 anos, a pintora nasceu com uma rara condição neurológica, conhecida como sinestesia, que nada mais é do que a mistura dos sentidos humanos. No caso dela, tudo o que escuta é entendido em cores, o que é chamado de cromestesia. Puxando a piada para cima, ela decidiu transformar esse “problema” em sua expressão artística mais singela. Hoje, a jovem é conhecida por criar quadros baseados nas cores que ela “ouve” em suas músicas favoritas.

Obras de arte ganham suas melhores versões caseiras durante a quarentena

Melissa posa em frente a uma de suas obras; ao lado, outra criação feita por ela.

Em entrevista ao site “Broadly”, a garota conta que percebeu sua “condição especial” aos 16 anos, quando tentava decidir o toque do seu celular. “Disse ao meu amigo que queria escolher uma música azul para combinar com meu aparelho móvel azul. Ele ficou tão confuso com aquilo e foi aí que percebi”, disse Melissa.

Perguntada sobre a cor de gêneros musicais e instrumentos diferentes, a artista explica que cada um deles se manifesta de uma forma distinta.

15 artistas que, usando a criatividade e a tecnologia, provam que na arte nem o céu é um limite

Músicas mais expressivas são mais coloridas, têm cores mais saturadas. Quando têm guitarras, sinto a cor dourada. O piano já é mais marrom”, avalia ela. “Não costumo pintar música acústica, nem música country. Procuro por sons que sejam menos homogêneos, pois assim o quadro fica mais bonito, com mais sensações.

Entre os artistas que Melissa mais gosta de pintar, estão Prince, Radiohead, Pink Floyd e Bon Iver.

Veja algumas das telas de Melissa baseadas em suas músicas favoritas:

‘All I Need’, Radiohead

‘Cello Suite N. 1’, Bach

‘For Emma, Forever Ago’, Bon Iver

‘Joy Repetition’, Prince

‘Karma’, Radiohead

Publicidade

Fotos: Melissa McCrack/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Especiais



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Sua Majestade, o Bebê’: a música que embala recém-nascidos pelo Brasil