Debate

Dadá Coelho sobre demissão da Globo: ‘muito nordestina para ter um quadro no ‘Fantástico”

Redação Hypeness - 08/12/2020

A comediante Dadá Coelho, ex-Globo e atual Comedy Central, denunciou ter sofrido xenofobia na produção da Globo.  Dona do quadro no Fantástico ‘A Gente Ganha Pouco, Mas Se Diverte’, ela afirma que teve seu quadro retirado do ar porque era ‘muito nordestina’. A emissora não se posicionou sobre a fala da artista.

– Ana Maria Braga, ao revelar assédio sexual de diretor, coloca por terra fala de Boni sobre ‘folclore’

Dadá afirma ter sido retirada de programação da Globo por ser ‘muito nordestina’

Dadá se referia a um texto da humorista Carol Zoccoli falando sobre as dificuldades de ser mulher e humorista no Brasil. Ela aproveitou para comentar em suas redes sociais sobre as experiências de assédio moral que passou na Globo.

“Só eu, Deus e meu biógrafo sabem o que passei. Tive um quadro no Fantástico, ‘A Gente Ganha Pouco, mas Se Diverte’. O chefão cancelou alegando, ‘você é muito nordestina para ter um quadro no Fantástico’. Chorei copiosamente lágrimas velhas”, postou Dadá, no Twitter.

– Denúncias de racismo, assédio e beijo à força atingem açougueiro ‘influencer’ e gerência de restaurante badalado

“Como você faz o caminho de volta ao ser demitida com um argumento desses? Nunca abaixei minha cabeça nem para pagar b**** para esses escrotos. Ai de mim se não fosse eu! Autoestima é minha religião”, adicionou.

A jornalista Rosana Hermann afirmou que foi rejeitada pelo diretor de programação Boninho por ser ‘muito velha’ para apresentar um programa:

– Piauí: Marcius Melhem tirou pênis pra fora durante assédio e perseguiu Dani Calabresa: ‘Quem mandou estar muito gostosa?’

A Globo não se posicionou sobre as acusações. A empresa tem sido criticada pela opinião pública após o silêncio sobre os casos de assédio de Marcius Melhem contra diversas comediantes da emissora, incluindo Dani Calabresa.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.