Sustentabilidade

Folhas de louro melhoram o astral, relaxam, ajudam a digestão e combatem à acne

Vitor Paiva - 14/12/2020 | Atualizada em - 05/01/2021

É sabido que a folha de louro funciona deliciosamente como tempero, especialmente no arroz e no feijão. Para além de seu sabor, porém, o louro oferece diversos outros potenciais em seu uso, do relaxamento a uma melhor digestão, como uma dessas plantas capazes de fazer o bem para nossos corpos nas mais variadas frentes. Não é por acaso que antigamente era fundamental manter algumas folhas de louro em casa: fosse para um chã, para o tempero, para o perfume ou o preparo de banhos, o fato é que desde sempre essa planta foi vista como medicinal.

O site Green Me reuniu cerca de 20 “funções” que o louro pode possuir – para garantir uma boa noite de sono, deixar os dentes mais brancos, ajudar no controle da diabetes, combater insetos e ratos, contra acne ou como bálsamo para dores musculares. E muito mais: as receitas no site foram devidamente divididas, separadas e explicadas, incluindo suas contraindicações – o excesso de louro, afinal, pode afetar nossa saúde.

As receitas apresentadas são simples e fáceis de serem feitas – para espantar os insetos, por exemplo, o site recomenda espalhar as folhas pela casa, dentro de gavetas ou por outras parte onde os animais apareçam. Da mesma forma, sugere que defumar a casa com fumaça da folha queimada pode ter efeito relaxante, combater a dor de cabeça e reduzir o estresse. O óleo de louro contra a acne é feito com um punhado de folhas em 250 ml de azeite de oliva – que, em um vidro escuro, deve ser deixado em local fresco para repousar por 15 dias. Depois, o resultado pode ser espalhado sobre lesões, espinhas e outros problemas de pele.

O destaque, é claro, é o bom e velho chá de louro – feito com 2 folhas para cada copo de água fervida, abafado por 15 minutos e para ser tomado quente, morno ou gelado, recomendado para digestão e ajudar nos efeitos do ciclo menstrual. A matéria no Green Me, porém, traz diversos outros usos – e, enquanto aprendemos tantas funções dessa planta nobre cientificamente intitulada Laurus nobilis, seguimos também a utilizando como um delicioso tempero.

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Com florestas transformadas em pastos, município do Pará tem alta de temperatura