Debate

Madame Satã e Gil: a grandeza dos ‘excluídos’ da Fundação Palmares incomoda Sérgio Camargo. Quem liga?

Redação Hypeness - 03/12/2020

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, excluiu diversas personalidades da lista de homenageadores pelo órgão, que tem como principal foco valorizar a cultura negra no país e combater o racismo. De Gilberto Gil a Vanderlei Cordeiro de Lima, passando por Madame Satã, diversas personalidades históricas e importantíssimas no nosso país foram retiradas da lista.

– Sérgio Camargo, da Fundação Palmares, é notificado pelo MPF após selo negando o racismo

Performer ícone da negritude e do movimento LGBT no século passado, Madame Satã foi retirada da lista de homenageados da Fundação Palmares

Sérgio argumentou que manteria apenas homenagens póstumas e retirou personalidades como Benedita da Silva, Conceição Evaristo, Elza Soares, Gilberto Gil, Leci Brandão, Marina Silva, Martinho da Vila, Milton Nascimento, Paulo Paim (PT-RS), Sandra de Sá, Vanderlei Cordeiro de Lima e Zezé Motta.

Martinho da Vila, por exemplo, ficou honrado em ter saído da lista da Palmares. “Tem uma frase que é racista: negro de alma branca. No caso dele cabe perfeitamente”, disse à Folha sobre Sérgio Camargo. “Fiquei contente, porque me desvincula completamente daquela organização que não é mais minha, nossa, entendeu?”, disse.

– As 2222 vanguardas de Gilberto Gil: 78 anos de quem sempre esteve à frente de seu tempo

Esses foram os nomes:

  • Ádria Santos, atleta
  • Alaíde Costa, cantora
  • Benedita da Silva, ativista e política
  • Conceição Evaristo, escritora
  • Elza Soares, cantora
  • Emanoel de Araújo, artista plástico
  • Gilberto Gil, cantor
  • Givânia Maria da Silva, educadora quilombola
  • Janete Rocha Pietá, política
  • Janeth dos Santos Arcain, jogadora de basquete
  • Joaquim Carvalho Cruz, atleta
  • Jurema da Silva Batista, ativista política
  • Léa Lucas Garcia de Aguiar, atriz
  • Leci Brandão, cantora
  • Luislinda de Valois
  • Madame Satã, artista
  • Marina Silva, ativista e política
  • Martinho da Vila, cantor
  • Melânia Luz, atleta
  • Milton Nascimento, cantor
  • Paulo Paim, político
  • Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva
  • Sandra de Sá, cantor
  • Servílio de Oliveira, pugilista
  • Sueli Carneiro, filósofa
  • Terezinha Guilhermina, atleta paraolímpica
  • Vanderlei Cordeiro de Lima, atleta
  • Vovô do Ilê, músico fundador do Ilê Aiyê
  • Zezé Motta, cantora

A genalidade de Madame Satã 

Uma homenagem póstuma retirada foi à Madame Satã, uma das principais figuras do movimento LGBT no Brasil. Conhecida como “a primeira artista travesti do Brasil”, Madame era um ícone da Lapa, bairro boêmio no Rio de Janeiro e colocou o debate sobre gênero e sexualidade em lugares importantes para a nossa cultura.  Sérgio Camargo argumenta que retirou Satã da lista por sua ficha criminal.

– Governo retira obra clássica dos Orixás do Palácio do Planalto em novo ataque contra religiões negras

Apagá-lo da história é invisibilizar a luta de milhões de pessoas negras e LGBTs. Ainda que complexa, Madame Satã é de suma importância para a arte brasileira e do Rio de Janeiro. E Camargo pode tentar acabar com a história, mas a gente não esquece.

Madame Satã, aliás, teve sua história contada em um filme estrelado por Lázaro Ramos. O trailer está abaixo:

Confira a repercussão no Twitter:

Publicidade

Fotos: Reprodução/Arquivo Nacional


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Uma das maiores cataratas do mundo secou e turismo sentiu baque