Reverb

Maroon 5: ‘Memories’ bebe na fonte de um clássico de Pachelbel, compositor barroco

Veronica Raner - 22/12/2020 | Atualizada em - 04/01/2021

Fãs de Maroon 5 já devem estar cansados de ouvir “Memories” por aí. A faixa lançada pelo grupo americano no fim de setembro é uma homenagem de Adam Levine e companhia a Jordan Feldstein, antigo empresário da banda, que morreu repentinamente no fim de 2017 vítima de uma embolia pulmonar. A música traz a voz do ex-jurado do “The Voice” acompanhado de uma base simples de guitarra e piano que, para quem conhece música clássica, logo remetem a uma canção muito famosa do compositor alemão Johann Pachelbel (1653-1706), “Cânone em Ré Maior”.

Escrita entre os séculos XVII e XVIII, a música barroca é uma das mais tocadas em celebrações natalinas e casamentos mundo afora. Com uma progressão de notas “alegres”, é difícil pensar nela como uma melodia triste. Apesar da música do Maroon 5 ser uma ode a alguém que morreu, o uso da base melódica composta por Pachelbel dá a ela um tom menos triste.

Adam Levine, creditado como um dos compositores da faixa, ainda não comentou sobre a inspiração no clássico barroco, mas basta ouvir as duas músicas para perceber a influência. “Memories” é o primeiro single lançado pelo Maroon 5 desde “Girls Like You”.

Você pode ouvir a comparação aqui:

Publicidade

Fotos: Reprodução


Veronica Raner
Jornalista em formação desde os sete anos (quando criou um "programa de entrevistas" gravado pelo irmão em casa). Graduada pela UFRJ, em 2013, passou quatro anos em O Globo antes de sair para realizar o sonho de trabalhar com música no Reverb. Em constante desconstrução, se interessa especialmente por cultura, política e comportamento. Ama karaokês, filmes ruins, séries bagaceiras, videogame e jogos de tabuleiro. No Hypeness desde 2020.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.

Especiais