Diversidade

O sacerdote que celebra casamentos homoafetivos em luta contra homofobia

por: Redação Hypeness

Desde 2018, o casamento homoafetivo é permitido na igreja anglicana no Brasil. A decisão encerrou décadas de discussão e autorizou às dioceses a escolherem se celebrariam ou não a união entre pessoas LGBTQIA+. Na Igreja Anglicana de Santos, o amor não tem gênero — algo que o reverendo Sergio Ferreira, nomeado sacerdote eclesiástico em 2017, deixa bem claro para quem quiser ouvir.

O relato deste filho e neto de pastores que se assumiu gay é emocionante 

O padre Sergio Ferreira posa em frente a uma igreja anglicana no Reino Unido.

No passado, a igreja cristã já permitiu o extermínio dos índios, dos negros [com a escravidão] e agora permite o extermínio dos homossexuais. É preciso ter uma real conversão a Jesus Cristo, porque ele não prega o ódio. Por isso, não acreditamos que ser gay seja um pecado. Essa é a pessoa e temos que aceitá-la. Isso não te faz pior do que ninguém”, diz, em entrevista ao “G1”.

Cristão conta o que aprendeu após um ano fingindo ser gay

Ele já realizou duas cerimônias entre pessoas do mesmo sexo. A primeira foi de um casal de velhinhos que já está junto há 25 anos e sonhava em casar na igreja, embora os dois já tivessem sido reconhecidos perante a lei. Já a segunda, aconteceu no Guarujá, entre duas mulheres. 

A celebração de um casamento homoafetivo pelo padre Sergio.

A igreja Anglicana é uma das mais progressistas entre as instituições reformadas ou da Igreja Católica. Ela permite que seus padres se casem e aceita a ordenação de mulheres em cargos oficiais, por exemplo. Além disso, não existe uma organização a nível global: cada região é administrada individualmente e sem ligação com a igreja na Inglaterra. 

‘Deus te ama assim’: Papa Francisco faz história com fala sobre homossexualidade

Fora os casamentos, o reverendo Sérgio também é líder de um projeto social que busca orientar e ajudar jovens gays que sofrem preconceito, principalmente, dentro das próprias casas. É uma forma de orientá-los em um momento de dificuldade. Quanto às celebrações matrimoniais, ele quer que elas se tornem cada vez mais frequentes. “Pretendo fazer mais casamentos, claro, afinal, Deus é amor”, finaliza.

 

Publicidade

Fotos: Arquivo pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Senado derruba portaria da Fundação Palmares que exclui personalidades negras