Inspiração

Pandemia não impede adoção de cartinhas para o Papai Noel; veja como ajudar

por: Vitor Paiva

Uma das mais simpáticas e tocantes tradições de natal brasileiras, a adoção de cartinhas enviadas por crianças ao Papai Noel, em campanha tocada pelos Correios convidando a população a comprar presentes para crianças em dificuldade financeira, esse ano terá de se adaptar aos protocolos da pandemia – e acontecerá pela internet. Para participar e se tornar o Papai Noel virtual de uma criança, é preciso acessar o site da campanha “Papai Noel dos Correios – Digital – Seja Você Noel” e se inscrever – para em seguida receber também virtualmente as “cartinhas” e escolher qual delas adotar.

A disposição dos pedidos é feita com base na localidade informada por quem se inscrever – locais, datas e horários para entrega dos presentes são informados a partir de tal informação. As cartas disponibilizadas pela campanha vêm de crianças de escolas públicas, creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos, matriculadas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Cada Papai ou Mamãe Noel que participar pode adotar até 25 cartas.

Após finalizada a adoção, o site oferece uma etiqueta com um código que deve ser colada ao pacote dos presentes, para que a entrega aconteça corretamente – lembrando que a entrega dos presentes nos pontos de coleta deve ser feita respeitando os protocolos de segurança e evitando aglomerações por conta da pandemia.

No ano passado, a campanha viabilizou a “adoção” de 27 mil cartinhas  – fazendo, assim, mais feliz o natal de uma verdadeira multidão de pequenos e pequenas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Joe Biden será o 1º presidente gago da história dos EUA e isso é muito importante