Debate

Pesquisa sugere que o sentimento de gratidão pode ajudar nosso bem estar e mesmo nossa saúde

por: Vitor Paiva

Se o atual momento enfrentado pelo planeta pode provocar incerteza, medo, apreensão e angústia, ele também pode ser um momento pleno em sentimentos de gratidão e agradecimento a tantas pessoas, lutando nos empregos essenciais, nos laboratórios e nas ajudas humanitárias para tornar a pandemia e seus efeitos em algo menos grave e terrível do que pode ser. E o efeito pode ser direto: segundo pesquisa realizada em 2013, há uma forte conexão entre a expressão de nossa gratidão e o crescimento de sentimentos positivos como felicidade, otimismo e alegria em quem os expressa.

O estudo foi conduzido pelos psicólogos Robert Emmons e Robin Stern, que definem “gratidão” como o exercício de apreciação de coisas boas na vida aliada ao reconhecimento de que essas coisas vêm de outras pessoas. Além dos sentimentos positivos, a pesquisa reconheceu um nível mais baixo de emoções negativas em tais pessoas, como estresse, depressão e vergonha. Segundo os psicólogos, o principio é o uso dessa gratidão como uma espécie de lente, através da qual se pode ver a vida de outra forma.

Jovem aplaude os profissionais de saúde pela janela durante a pandemia

A pesquisa tem o nome de “Gratidão como intervenção psicoterapeuta”, e sugere até mesmo um potencial de cura em tal sentimento.

“Obrigado, profissionais essenciais”, diz mensagem pela janela nos EUA

“A prática da gratidão pode ser uma força catalizadora relacional curativa, muitas vezes inexplorada nas práticas clínicas”, diz a pesquisa. Tanto esse quanto outros estudos sugerem que pensamentos de gratidão, aliados às terapias convencionais, podem ajudar em tratamentos diversos, levando a um aumento nas possibilidades de cura. Trata-se, segundo o estudo, de uma espécie de “proteção psicológica”, que ajuda nosso corpo em processos complexos diversos. Tais determinações, no entanto, não são claras nem tecnicamente mensuráveis o suficiente para se tornarem medidas científicas objetivas – mas, de todo modo, o sentido é claro, e ser grato é certamente um sentimento prazeroso que nos traz o bem. Muito obrigado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Avião com vacinas contra covid-19 entra em rota de colisão com jato após curva errada