Ciência

Terra está mais próxima de buraco negro da Via Láctea do que se pensava. O que isso significa?

Yuri Ferreira - 04/12/2020

Segundo novas observações de astrônomos japoneses, a Terra está mais próxima do buraco negro da Via Láctea do que se acreditava anteriormente. O estudo de astrometria (medição de distâncias no espaço sideral) mostrou que estamos alguns anos luz mais próximos do buraco negro supermassivo que se encontra no centro da nossa galáxia.

– Primeiro registro de um buraco negro se deve a cientista de 29 anos

Novos registros apontam que estamos mais próximos do centro da galáxia do que o imaginado

As medições da União Astronômica Internacional (UAI), adotados desde 1985, indicavam que estávamos a 27.700 anos-luz de distância do buraco negro do centro da galáxia. Agora, as novas medições publicadas no Publications of the Astronomical Society of Japan afirmam que estamos a 25.800 anos-luz do centro da galáxia.

– Momento exato em que estrela é engolida por buraco negro é registrado por telescópios

Isso representa algum perigo?

É difícil entender se isso pode representar um perigo. Ainda que seja possível que sejamos engolidos por este ou algum dos outros buracos negros encontrados na nossa galáxia, isso demoraria milhares de anos para acontecer, ou seja, dificilmente nós temos que se preocupar por enquanto.

– Astrônomos criam vídeo com primeira foto de buraco negro já vista na história

É muito pouco provável que sejamos engolidos por um buraco negro.

“A resposta curta é sim, poderia acontecer. Mas é muito improvável, e teríamos alguns avisos antes que algo realmente ruim acontecesse”, afirma o astrônomo Christopher Springob, da Universidade de Cornell, em um artigo sobre o tema.

– Buraco negro com características inéditas surpreende astrônomos

Basicamente, com a velocidade da Terra (bem distante da velocidade em que são calculados os anos-luz) e a distância desses buracos negros, é praticamente impossível que qualquer um lendo esse texto seja engolido pelos misteriosos campos gravitacionais de anti-matéria. E caso ele chegue, teremos algum tempo para saber isso e aceitar o fim do mundo com relativa calma.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.