Inspiração

Amigos por 60 anos, eles não suspeitavam que eram, na verdade, irmãos

05 • 01 • 2021 às 09:10
Atualizada em 05 • 01 • 2021 às 10:07
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A sabedoria popular diz que amigos e amigas são aquela família que nós escolhemos – e muitos desses amigos ou de nossas melhores amigas são tão próximas quanto são nossos irmãos e irmãs de sangue.

Pois a história de Alan Robinson e Walter Macfarlane leva tal máxima ao extremo da realidade absoluta: melhores amigos por décadas no estado do Havaí, nos EUA, Alan e Walter descobriram que tal proximidade vai pra além da metáfora – depois de 60 anos de amizade, os dois descobriram que eram de fato irmãos.

Os dois amigos que se descobriram irmãos recentemente

Os dois descobriram nada menos que a mãe em comum após realizarem – ambos e de forma independente – testes de DNA para conhecerem suas raízes familiares. Alan e Walter se conhecem desde a adolescência em Oahu, no Havaí, quando jogaram futebol americano juntos, na escola, onde desenvolveram amizade que permaneceu até agora, quando ambos já passaram da casa dos 70 anos de idade.

“Quando jogávamos, éramos como irmãos, lado a lado”, conta Macfarlane. Robinson sabia que era adotado por sua família, e Macfarlane nunca conheceu seu pai – mas ambos jamais imaginaram que poderiam ser filhos da mesma mãe. “Foi um choque”, disse Robinson.

“Ainda está sendo uma experiência acachapante. Eu não sei quando poderei me acostumar com esse sentimento”. Aposentados, os irmãos pretendem fazer para comemorar o que já faziam quando eram amigos: viajar juntos. “Foi o melhor presente de Natal que eu poderia receber”, concluiu Robinson.

Publicidade

© foto: acervo pessoal/divulgação


Canais Especiais Hypeness