Inovação

Fotografias mostram como era feito o NY Times nos anos 1940; parece que foi em outra vida

por: Vitor Paiva

Rodar uma edição de um jornal impresso no passado era enfrentar diariamente um processo mecânico, trabalhoso, bagunçado e exaustivo – para, ao fim, começar imediatamente tudo de novo, a fim de que a edição seguinte também estivesse pronta a tempo de ser distribuída corretamente. E a complexidade de tal processo se agravava quando se tratava de um jornal de imensa tiragem e grande circulação – como era (e ainda é) o caso do New York Times. Em setembro de 1942 um fotógrafo foi enviado à redação do jornal para registrar todo o processo de sua feitura, e o resultado é um incrível ensaio – publicado na integra pelo site MAshable – mostrando como um jornal era manufaturado diariamente.

A sessão de esportes do Ny Times sendo preparada em 1942 na composição da tipografia

A sessão de esportes sendo preparada, tipo a tipo, na composição da tipografia para realizar a impressão

Jornal no Sri Lanka é impresso com tinta capaz de repelir mosquito da dengue

O ensaio foi realizado pela fotógrafa estadunidense Marjory Collins, celebrada como uma das grandes fotojornalistas de guerra do país e por sua cobertura da Segunda Guerra Mundial – e a escolha não poderia ser mais apropriada: para além do imenso talento de Collins com a câmera acoplada ao olhar, o fato é que a feitura de um jornal era mesmo uma espécie de operação de guerra, e é isso que as imagens revelam.

Redação do NY Times em setembro de 1942, fotografada por Marjory Collins

A redação do jornal em setembro de 1942

Redação do NY Times em setembro de 1942, fotografada por Marjory Collins

Correspondentes na redação do NY Times em setembro de 1942, fotografada por Marjory Collins

Correspondentes internacionais trabalhando na redação

New York Times usa o Facebook para contar sua história de mais de 100 anos

Segundo as fotos, a edição do dia 10 de setembro de 1942 estava dominada pelos conflitos da Segunda Guerra na Europa e no Pacífico, os cortes e racionamentos que o período exigia, assim como a vitória dos Yankees, time de beisebol de Nova York, sobre os Browns, de St. Louis.

O crítico de teatro Brooks Atkinson revisando um de seus textos na redação do NY Times, fotografado por Marjory Collins

O crítico de teatro Brooks Atkinson revisando um de seus textos

Telégrafo do NY Times recebendo notícias da agência de notícias Associated Press em 1942, fotografado por Marjory Collins

Telégrafo do jornal recebendo notícias da agência de notícias Associated Press

Técnico fotográfico inspecionando o negativo de uma foto antes de passá-la para uma placa de zinco, para a impressão do NY Times em 1942, fotografado por Marjory Collins

Técnico fotográfico inspecionando o negativo de uma foto antes de passá-la para uma placa de zinco, para a impressão do jornal

Fotos raras de Walt Disney nos anos 1940 revelam o homem por trás do legado

As fotos são um documento de época em muitos sentidos – pra além das próprias notícias e das diferenças tecnológicas que se mostram gritantes a um primeiro olhar. O jornal ainda utilizava tipos para sua impressão – cada letra de cada palavra sendo montada em uma imensa prensa, remetendo ainda  diretamente aos primórdios da invenção de Gutemberg que tanto revolucionou o mundo.

jovem usando mimeógrafo na redação do NY Times em 1942, fotografado por Marjory Collins

Informações que chegavam pelo telegrafo sendo copiadas em um mimeógrafo para serem distribuídas entre os jornalistas

Consultor de cartografia no departamento de arte do NY Times preparando um mapa da Europa então em conflito, fotografado por Marjory Collins

Consultor de cartografia no departamento de arte preparando um mapa da Europa então em conflito

Artista retocando uma foto para o NY Times em 1942, fotografado por Marjory Collins

Artista retocando uma foto para a edição de sábado do jornal

Tudo é feito à mão, envolvendo literalmente centenas de pessoas – do repórter aos fotógrafos, passando pelos editores e tipógrafos, chegando à impressão e distribuição de cada edição. Engana-se quem pensa se tratar de realidade distante, pois até pouco tempo atrás (antes do advento da tecnologia digital) os jornais seguiam essencialmente sendo feitos de maneira semelhante.

Tipógrafo montando uma página do NY Times em 1942, fotografado por Marjory Collins

Cada tipo de uma página sendo encaixado para impressão na sala de composição

Técnico encaixando as Placas de zinco com as páginas na prensa para rodar o jornal, fotografado por Marjory Collins

Placas de zinco com as páginas sendo encaixadas na prensa para rodar o jornal

Técnico diante da folha branca em um prensa para rodar o NY Times em 1942, fotografado por Marjory Collins

As folhas ainda brancas passando pela prensa antes da impressão

Edição do NY Times sendo impressa em 1942, fotografada por Marjory Collins

O jornal começando a ser impresso

Mas as diferenças no ensaio vão além, e revelam muito sobre a própria realidade de então – a começar pela equipe: a única mulher presente na redação ou na gráfica do New York Times naquele setembro de 42 estava atrás da câmera. Collins não registra uma funcionária mulher sequer comandando qualquer etapa do jornal – são todos homens brancos.

Capitalismo decadente: O prédio de R$ 17 bilhões que está se desfazendo em Manhattan

Edição do NY Times saindo da prensa em 1942, fotografada por Marjory Collins

O jornal pronto, saindo da prensa para ser distribuido

Jornais saindo da prensa para serem distribuídos, fotografada por Marjory Collins

Muita coisa mudou de lá pra cá, e muita ainda precisa mudar, mas é incrível notar o laborioso processo que todo dia, em diversas redações na maioria das cidades do mundo, jornalistas se dedicavam para noticiar diariamente os fatos, em compromisso inabalável (ou assim nos melhores casos) com o ofício fundamental de revelar a verdade, denunciar injustiças e contar como as coisas se deram no dia que passou – e novamente, diariamente.

 

Exemplares do NY Times sendo carregados até os caminhões de entrega em 1942, em fotografia de Marjory Collins

Exemplares sendo carregados até os caminhões de entrega

Caminhão do NY Times sendo carregado para entrega em 1942

Um dos diversos caminhões de entrega sendo carregado para a distribuição da edição do jornal

Publicidade

© fotos: Marjory Collins/Biblioteca do Congresso


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Startup cria patente para combinar psicodélicos e maconha em nome da ciência