Debate

Mel Maia reclama do comportamento de motorista de app durante corrida: ‘Só entende quem é mulher’

Redação Hypeness - 29/01/2021

A atriz e influenciadora digital Mel Maia relatou em suas redes sociais uma história que deixou muita gente assustada e colocou em pauta um debate importante sobre a segurança das mulheres em espaços públicos.

A atriz gravou uma série de Stories no Instagram para dizer que o motorista de um Uber que a levava para a psicóloga estava olhando muito em sua direção e, segundo ela, de forma má intencionada.  Ainda nos vídeos, Mel Maia relatou que ele quase causou acidentes por isso.

“Esse maluco já quase bateu umas cinco vezes só por estar olhando para trás o tempo todo. Revoltante”, disse nas redes sociais.

Mel Maia reclama em stories sobre o comportamento de Uber. Frase diz: "Esse maluco já quase bateu umas 5 vezes o carro por estar olhando pra trás o tempo todo. Revoltante"

Mel Maia reclama em stories sobre o comportamento de motorista de aplicativo; ela está bem, mas deixou vídeo de recado para outras mulheres

Após muitas mensagens de preocupação, ela afirmou que estava bem e também deixou claro que desabafou sobre o assunto na terapia. “Eu estou bem, a sorte que eu estava vindo para a terapia, então já deixei tudo com a terapeuta. Conversei com ela e já estou me sentindo melhor. Mas essa situação é revoltante, só quem entende é mulher”, protestou Mel Maia.

– Uber só para mulheres protegerá passageiras de abusos e assédio

“O pior é que a gente não pode fazer nada, porque o cara estava olhando, ficava querendo tirar foto, olhando para trás o tempo inteiro para ver a perna e não tem como a gente provar isso. Eu até tentei filmar, mas não consegui pegar as horas exatas. Estava muito nervosa também de ele ver e fazer alguma coisa comigo. Mas está tudo bem. Meninas, se cuidem”, completou a atriz.

Segundo dados da própria Uber, entre 2017 e 2018 nos Estados Unidos, foram oito assédios sexuais por dia. A segurança da mulher é um dos principais problemas dos aplicativos de transporte e segue sendo desafiadora para passageiras no mundo todo

Em nota enviada ao Hypeness, a Uber disse que “a conta do motorista parceiro foi banida assim que a denúncia foi feita”. A empresa pontuou que “considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres”.

Leia a íntegra: 

A Uber considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos dessa natureza às autoridades competentes. No caso citado na matéria, a conta do motorista parceiro foi banida assim que a denúncia foi feita.

A empresa defende que as mulheres têm o direito de ir e vir da maneira que quiserem e têm o direito de fazer isso em um ambiente seguro. Desde 2018 a Uber tem um compromisso público para enfrentamento à violência contra a mulher no Brasil, materializado no investimento em projetos elaborados em parceria com entidades que são referência no assunto, que inclui, por exemplo: campanhas contra o assédio e o projeto Podcast de Respeito, com conteúdos para os motoristas parceiros.

Além disso, a Uber possui ferramentas de segurança importantes antes, durante, e depois de cada viagem realizada por meio do aplicativo e está sempre buscando aprimorar sua tecnologia para ajudar na segurança, de uma forma escalável.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Alexandre Garcia faturou R$ 70 mil com notícias falsas, diz estudo