Inspiração

Orangotango cuidando da filha depois da morte da mãe comove a internet nos EUA

por: Vitor Paiva

A natureza tem muito a nos ensinar, mas lamentavelmente alguns comportamentos são repetidos na vida selvagem e entre os seres humanos – como a ausência dos pais (ou dos animais machos em geral) durante o processo de crescimento dos filhos e filhotes. Assim como tanto acontece com a humanidade, no mundo dos orangotangos os machos também não exercem maiores papeis na infância dos pequenos – e justamente por isso que um caso ocorrido no zoológico de Denver, nos EUA, vem intrigando e comovendo a todos: depois da morte de uma fêmea e mãe, um Orangotango-de-sumatra macho de nome Berani assumiu os cuidados da pequena filha com todo amor e atenção.

Com 2 anos, a filhote Cerah rapidamente estabeleceu os laços mais profundos com o pai depois de perder a mãe, Nias, em dezembro passado. As fotos do carinho entre os dois e dos cuidados de Berani com Cerah foram compartilhadas em post na página do zoológico e rapidamente viralizaram – com toda justiça: as imagens são tocantes e inspiradoras, e mostram como o amor pode superar hábitos tão arraigados que mais parecem profundos instintos essenciais. “Para todos que estão se perguntando sobre como nossa pequena Cerah está, nossos cuidadores mostram que seu pai, Berani, assumiu sua função”, diz o post.

Que segue, explicando como na natureza selvagem os orangotangos machos costumam não se envolver com os filhotes durante a infância – e como o comportamento de Berani nesse caso é uma boa e surpreendente novidade. “Ver Berani se tornar o Sr. Mamãe é uma situação extremamente rara – e Cerah não poderia pedir por um papai melhor”, diz o post. “Berani é atencioso e protetor, atendendo a todas as suas necessidades, carregando-a, confortando-a e até abraçando-a pra dormir”.

A página do Zoológico de Denver no Facebook ainda conta que a pequena e o papai contam com a ajuda de Hesty, a irmã mais velha que gosta de brincar com Cerah ao longo do dia. “Os três estão unidos e seguindo em frente”, diz o post. Curiosamente, Hesty não é filha biológica de Berani, mas sempre foi tratada por ele como se fosse. “Muito antes de Nias morrer, Berani já tratava Hesty como se fosse sua filha, então faz sentido que ele tenha assumido a função de cuidar de Cerah”, diz um dos cuidadores, em entrevista. “Ele podia ensinar a alguns seres humanos”, diz, certeiro, um dos comentários.

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: Zoológico de Denver/Facebook


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
10 Mil Passos: vídeo incentiva vida saudável com jovem bailarina prodígio