Debate

Prior do ‘BBB20’ nega estupro, critica Record e reclama de geladeira: ‘Mãe chorando’

Redação Hypeness - 29/01/2021

Em entrevista ao UOL, o ex-BBB Felipe Prior se defendeu das alegações de estupro e reclamou do tratamento dado pela mídia. As denúncias contra Prior foram reveladas na imprensa logo após ele ser eliminado do ‘Big Brother Brasil 2020’. Três mulheres acusaram o arquiteto e empresário do ramo alimentício estupro e tentativa de estupro.

Ele se defendeu em entrevista ao UOL e afirma que está sendo vítima de uma campanha que o colocou na “geladeira”, longe da televisão e dos posts patrocinados. Felipe Prior é réu em um dos casos e ainda não foi a julgamento.

Apesar de postagens para diversas marcas, Prior afirma que tem dificuldade de arranjar patrocínio

“Hoje, está acontecendo o processo, que eu sou inocente, não tenho problema nenhum em falar isso. Está em segredo de justiça. Meus advogados estavam até me segurando pra falar, muito porque eu não estava, talvez, preparado. Mas toda noite, antes de dormir, não consigo dormir. Por quê? Porque eu quero falar. A pior coisa que tem é você ser acusado injustamente. Estou com um tampão na boca. É muito ruim isso”, afirmou ao documentário ‘BBB: Caso de Polícia’.

Prior também reclamou da Record TV, que circundou a casa do ‘ex-BBB’ no policialesco ‘Cidade Alerta’. O programa colocou helicópteros ao redor da residência de Prior, exigindo um pronunciamento dele sobre as denúncias. O acusado afirmou, sem citar nomes, que “o que ele [o apresentador] fez não se faz com ninguém.”

Segundo as advogadas das vítimas que acusam Prior, “os elementos colhidos durante as investigações são robustos e incluem laudos periciais, diversos relatos testemunhais e farta demonstração documental que foram determinantes para que o Ministério Público do Estado de São Paulo, titular da ação penal, identificasse a manifesta justa causa necessária à deflagração de um processo criminal.”

Prior reclama da relação com marcas

Felipe Prior pede que não seja condenado antes da acusação e se diz alvo de uma campanha que o impede de fazer posts patrocinados. Com certa de 5,6 milhões de seguidores no Instagram, o ‘ex-BBB’ afirma que enfrenta dificuldades em conseguir contratos de patrocínio por ser pré-julgado.

Prior mantem relação com influenciadores, youtubers e ex-BBBs segundo posts nas redes sociais e seu canal no Youtube

“O que me entristece muito é quando vejo amigos, não do Big Brother, que falam: ‘Pô, Prior, eu não vou poder gravar com você porque a minha patrocinadora cortou’. Isso, pra mim, é tomar uma facada. É como se eu estivesse preso. Isso é segregar, é excluir. É falar, sem ter julgamento da pessoa, e excluir ela. Não se pode excluir a pessoa sem ter um julgamento da pessoa. Pré-julgamento. Eu tô sofrendo muito com isso”, disse Prior.

– Jovem estuprada no Cafe de la Musique expõe manipulação de fotos feita por defesa de acusado

Somente no seus Stories das últimas 24 horas, Felipe Prior fez posts falando sobre três marcas: uma clínica de medicina e estética, uma loja de malas de viagem e uma empresa de estacionamentos. Em seu feed, desde novembro Prior fez ao menos três publis: um para uma loja de carros, diversos posts falando de um dentista e um para o serviço de tirolesas da Arena Corinthians. Ele tem uma audiência de 5 milhões de seguidores e mais de 140 mil inscritos em seu canal do Youtube.

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Globo


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.