Sustentabilidade

5 influenciadores que compensaram sua pegada de carbono em 2020

Vitor Paiva - 11/02/2021 | Atualizada em - 04/03/2021

Diariamente lemos e falamos sobre as mudanças climáticas e o impacto da ação humana sobre o planeta, assim como queimadas, desmatamentos e outros dos maiores problemas ambientais que ameaçando nosso futuro, mas ouvimos falar de soluções concretas e ações que farão diferença para tais dilemas. Pois os créditos de carbono são um ótimo exemplo dessa ação possível. Mas o que é o crédito de carbono e como isso funciona?

© Getty Images

O crédito de carbono é como um selo ou certificado digital reconhecido internacionalmente, devidamente auditado e inspecionado, que comprova que a empresa ou projeto ambiental que o recebeu de emitir uma tonelada de carbono na atmosfera por cada um crédito. Esse crédito é em seguida vendida para empresas poluidoras, como uma forma de amenizar ao menos um pouco o dano gerado por aquela empresa. Com isso, o valor do crédito sobe e, através da pressão e da exigência que as empresas poluidoras comprem os créditos como compensação, seu valor de mercado sobe.

Uma influenciadora Mina Winkel

Uma influenciadora Mina Winkel © reprodução / Instagram

Acontece que tudo que o problema não está somente nas grandes poluidoras: tudo que fazemos emite CO2 – seja diretamente, como por exemplo através da emissão de gases quando andamos de carro, ou indiretamente, pelo consumo de energia para cada atividade: até mesmo navegar na internet, visitar um perfil ou postar uma foto ou vídeo. Foi se colocando diante de tal dilema que 5 influenciadores digitais brasileiros decidiram compensar as próprias pegadas de carbono advindas de seus trabalhos e comprar créditos de carbono – não só como uma forma de fazer sua parte na questão ambiental, mas também como nova forma de se relacionar com o mundo.

Samanta Luz, do canal Veganismo Simples

Samanta Luz, do canal Veganismo Simples © reprodução/Instagram

Gilberto Britto

Gilberto Britto © reprodução/Instagram

“Eu percebi que ao mesmo tempo que posso ajudar a natureza, o planeta, a Amazônia, eu posso fazer um bom pé-de-meia”, afirmou a criadora de conteúdo digital Mina Winkel, uma das influenciadoras citadas, em uma live realizada em seu perfil no Instagram com Luis Adaime, presidente da Moss, a maior plataforma ambiental do mundo, no Brasil. Adaime também realizou uma live explicando todos os detalhes dos créditos de carbono com Samanta Luz, do Veganismo Simples, outra das influenciadoras que aderiu ao crédito de carbono.

Marieli Mallmann © reprodução/Instagram

Sofia Santino

Sofia Santino © reprodução/Instagram

Juntaram-se também ao grupo Glauber Britto com suas “Receitas descomplicadas, drinks e outras dicas no seu Instagram e no Youtube, e também Marieli Mallmann e Sofia Santino – todos devem receber também o presidente da Moss em seus canais, cada um contribuindo com a redução do impacto da ação humana sobre o meio ambiente.

© Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.