Arte

Agenda Hype em casa: Gilberto Gil, Tom Zé e Nega Duda nos destaques da semana

Gabriela Rassy - 24/02/2021 | Atualizada em - 25/02/2021

Aquela degustação de cultura no conforto do seu lar. A agenda dessa semana vem cheia dos festivais maravilhosos, lives das boas, aqueles lançamentos que a gente ama, além de filmes, peças, livros e aquele delivery esperto.

Destaque da semana para o Festival Cajubi, que traz Tom Zé, Letrux, Ailton Krenak, Juçara Marçal, Tiganá Santana, entre outras atrações deliciosas. Como parte da programação carnavalesca do mês, tem live e oficina gratuitas de Samba de Roda com a Nega Duda nesta sexta.

Nos lançamentos, Gilberto Gil, Gilsons e Bem Gil com o samba que diz verdades, “Refloresta”; Patricktor4 e Mel com a faixa rebolante “Sou como eu quiser”; o bloco Kaya na Gandaia com “São Paulo”; a mama que eu amo Marina Peralta, com “Segura na mão de quem” e outras cositas más.

Nos deliveries, lançamentos do Bentô Box, criação da chef Telma Shiraishi, do perfeito restaurante Aizomê; e o Quimera Sandwich & Co, nova empreitada de Maurício Porto e Guilherme Valle, do Caledonia Whisky & Co.

Vem na minha!

#lives

Festival Cajubi | YouTube e Instagram
23 e 25 de fevereiro
Grátis
Inspirado na lenda Karajá em que o pássaro Cajubi rasga as trevas com o seu vôo, criando o dia e a noite, o Festival vai apresentar olhares distintos para nos inspirar desejos, nos fazer refletir e expandir os pensamentos neste mundo em sobressalto. Nomes como Tom Zé, Letrux, Ailton Krenak, Juçara Marçal, Luiz Antonio Simas, Elisa Lucinda, Tiganá Santana e Decio 7 vão ajudar a abrir uma fresta, iluminando a realidade distópica em que vivemos.

https://www.youtube.com/watch?v=VrB3B_xDxyk

Clube do Filme debate longa iraniano O Apartamento
Quarta-feira, 24 de fevereiro, às 20h
Grátis
O À La Carte, streaming de filmes do Cine Petra Belas Artes, participa da primeira edição do Clube do Filme, realizado pela Salvo Conteúdo. O bate-papo ao vivo e gratuito, debate o filme O Apartamento, drama iraniano vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro em Cannes. O bate-papo é online e para participar basta se inscrever por este link.

Rythmica Web Festival | www.rythmicawebtv.com
25 de fevereiro e 18 de março
Grátis
Neto de Luiz Gonzaga, o músico e produtor Daniel Gonzaga, lançou um concurso online para promover os compositores regionais. A primeira eliminatória da disputa acontece nesta quinta, dia 25, e a segunda na outra semana, dia 4 de março. A semifinal ficou para o dia 11/03 e grande final para o dia 18/03. Cada etapa conta com apresentações ao vivo dos candidatos, em live exibidas pelo aplicativo StreamYard, para um júri possa avaliar. Nele estão a atriz e embaixadora da iniciativa, Úrsula Corona, além do cantor Marcos Lessa, e da cantora Alexandra Nícolas. A apresentação fica por conta de Natascha Falcão.

Festival Tô Me Guardando
Até 28 de fevereiro
Grátis
A prefeitura promove apresentações virtuais de blocos, instalações artísticas na cidade, vivências online em formas de oficinas, aulas e bate-papos e uma variedade de atrações seguras. Ao todo, a programação é composta por 380 atividades, que já começaram no último dia 12, divididas em três frentes: agenda das manifestações carnavalescas inscritos e habilitados no edital de chamamento; uma programação de projetos especiais; e a agenda elaborada pelos centros culturais, casas de cultura e bibliotecas municipais. Nesta semana, destaque para o Bloco Carnavalesco João Capota na Alves, na terça às 19h. Na quarta já prepare o glitter que a partir das 18h vai rolar Unides do Grande MEL, Glixaria, Bunytos de Corpo e Fervo da Vila. Quinta tem Brega Bloco, às 17h, Siga Bem Caminhoneira, às 20h, e Bloco Meu Santo é Pop, às 21h. Sexta vale curtir o Bloco de Pífanos de São Paulo, às 15h, e Assombrosos do Ó, às 20h. Sábado tem vivência da Charanga do França, às 15h, e Santo Forte de Rua, às 20h. Domingo o festival encerra com Eu acho é Coco! (15h), Minhoqueens (16h) e Bloco do Risca Fada (18h).

Clique aqui para conhecer a programação completa das Casas de Cultura. 

Clique aqui para saber o que vai rolar nos Centros Culturais e Teatros.

Clique aqui para ver a agenda das Bibliotecas Municipais.

Live e oficina Samba de Roda Nega Duda | Facebook Samba de Roda Nega Duda
Sexta, 26, 19h
Grátis
O Samba de Roda do Recôncavo Baiano é uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais importantes e significativas da cultura afro-brasileira. Este trabalho tem como objetivo proporcionar a vivência no tradicional samba de roda, estabelecendo relações entre a brincadeira e a cultura popular, além de conscientizar sobre o valor deste patrimônio, seu reconhecimento e resgate enquanto cultura negra brasileira. O Samba de Roda Nega Duda tornou-se importante lócus artístico de um substrato rico da cultura brasileira. Além dos shows, o grupo é comprometido com a cultura baiana do Samba de Roda e com sua luta pela continuidade desse patrimônio histórico e artístico da nossa cultura. Após a exibição do show será apresentada uma Oficina sobre Samba de roda.

Instrumental Brasileiras | YouTube
Dias 26 e 28 de fevereiro, sexta, às 10h, e domingo, às 14h
Grátis – inscrições para oficinas abertas até 1 de março.
Na sexta, a live com a aula aberta sobre arranjo para iniciantes é realizada pela instrumentista, compositora e arranjadora Mariana Zwarg. No domingo, a live com a aula aberta sobre voz instrumental e improvisação vocal é realizada pela cantora, compositora e arranjadora Ana Malta. Ambas as aulas são prévias das oficinas que estão com inscrições abertas até 1 de março.

#lançamentos

Gilberto Gil, Gilsons e Bem Gil | Refloresta
“Manter em pé o que resta não basta / Já quase todo o verde se foi / Agora é hora de ser refloresta”, proclama Gilberto Gi neste single gravado em família para o Instituto Terra. O samba faz alusão ao Refazenda (1975), também de Gil, mas desta vez falando sobre a importância de cuidar nas nossas florestas. A faixa vem em um momento que nosso governo se preocupa mais em “passar a boiada” do que com a vida da população. Em contraponto à essa triste realidade, o tema importantíssimo ganha a amplitude merecida na voz de Gil.

Patricktor4 e Mel | Sou como eu quiser
Para celebrar a liberdade em um momento de retrocessos, o DJ e produtor Patricktor4 lança, no próximo dia 19, a música “Sou como eu quiser”. Feito sob medida para a cantora Mel – que embarca em carreira solo após o fim da Banda Uó -, o single nasceu para as pistas, como resposta ao conservadorismo vigente. Afinal, dançar também pode ser ato político. Com timbragens influenciadas pela new wave e teclados bem marcados, a música soa leve e divertida. Na voz da primeira mulher trans a ocupar lugar de destaque na cena musical do país, é uma ode ao prazer e ao direito de cada um ser o que bem entender.

Kaya na Gandaia | São Paulo
Após lançar o clipe do samba-reggae “Te Ver Bailar”, o bloco paulistano libera mais um single do seu primeiro disco. A faixa poderosa já nasce hit nas vozes de Lei Di Dai, rainha do dancehall brasileiro e vocalista do bloco, e o cantor britânico Pato Banton. O álbum “Abrindo Os Caminhos Pro Meu Carnaval” deve sair no final deste mês, ainda com participações de Roberto Barreto (BaianaSystem) e Afoxé Amigos de Katendê (fundado por Môa do Katendê e Mestre Plínio).

Marina Peralta ft. Dow Raiz – Na Mão de Quem
Composição do período de isolamento, a nova faixa de Marina Peralta é baile, é acalanto, é daquelas para botar no fone e sair dançando. Tem ainda um clipe lindão que já traz essa vibe.

Bob Marley & The Wailers – Jamming (Tropkillaz Remix) ft. Tiwa Savage
Ícone do reggae e um dos maiores nomes na história da música, o cantor, compositor e guitarrista Bob Marley teria completado 76 anos no dia 6 de fevereiro. Para celebrar o lendário artista, o duo brasileiro Tropkillaz se uniu à cantora nigeriana Tiwa Savage para lançar um remix oficial da música “Jamming”.

Luna França e Tiê | Terapia
Após o lançamento do single/ clipe “Minha Cabeça”, em novembro de 2020, a cantora, compositora e produtora musical Luna França abre o ano com mais uma canção que anuncia a chegada de seu primeiro álbum. “Terapia” foi produzida por Luna França e André Whoong no Estúdio Rosa Flamingo, de Whoong e Tiê – que participa da faixa – e no home studio de Luna.

#filmes

Hálito Azul (2018), de Rodrigo Areias
No dia 25 de fevereiro chega ao Brasil o documentário Hálito Azul (2018), do diretor Rodrigo Areias (da produtora Bando à Parte), via Fênix Filmes. No filme, o realizador de ofícios e experimentos, traça uma linha entre a fascinação pelo mar (que dá ao povoado o sustento sob a eterna cultura da pesca) e a vida cotidiana de atores sociais que trafegam pelos problemas e prazeres de suas vidas –  e que, por isso, colocam um pé na poesia. Em vez de contar a história do desbravamento dos sete mares, como fez Portugal no passado, o filme segue ao encontro de um mar em especial, aquele de uma população que não esconde os seus vínculos com o oceano e as tradições em face à modernidade da do século XXI. Assista na plataforma Filme Filme.

Mostra Futuros Presentes: Cinemas Europeus | Streaming Sesc SP
De quarta-feira, 24, até 1º de abril
Grátis
No streaming, estreia a mostra, numa parceira do Sesc São Paulo com a Eunic (European Union National Institutes for Culture), rede de institutos culturais europeus no mundo, que visa fortalecer a colaboração entre instituições europeias e intensificar a cooperação e o diálogo com as realidades culturais locais nos países nos quais atua. Nesta semana, “Música e Apocaipse”, do diretor alemão Max Linz, e o britânico “A Grande Muralha Verde”, de Jared P. Scott.

#séries

Websérie Maria e os Insetos
Em 2020, em plena Pandemia do Coronavírus, a Companhia Delas trabalhou para levar ao meio digital sua pesquisa sobre Mulheres e Ciência. O primeiro resultado foi a Trilogia Olho Mágico, recentemente premiada pelo APCA 2020. Agora, para comemorar seus 20 anos de história, as atrizes contam a história de Maria Sibylla Merian numa websérie em 5 episódios transmitidos pelo Youtube, onde também haverá um conjunto de ações e conteúdos voltados para crianças.

#livros

Brazza, de Mariana Brecht
O livro de estreia de Mariana Brecht é uma auto-ficção, uma mistura envolvente de thriller político e história de amor. Manuela desembarca em Brazzaville, na República do Congo, para supostamente trabalhar em uma empresa que constrói hospitais e cisternas no país. Ao chegar lá, a paulistana de 27 anos se vê envolvida contra sua vontade na campanha política de um chefe de Estado autoritário. Quando tem seu passaporte confiscado e seu telefone grampeado, tudo que ela quer é partir. Pouco a pouco, ela descobre as paisagens deste país desconhecido e embarca também em uma jornada afetiva, envolvendo-se em um romance com o misterioso Samuel. O desejo de explorar estes novos territórios se opõe às suas convicções e à vontade de voltar para casa. Uma casa que talvez tenha deixado de existir no momento em que ela partiu.

Disponível na Editora Moinhos

#cênicas

Casa do Rio Vermelho – O Amor de Zélia e Jorge
23 a 28 de fevereiro, de terça a domingo às 20h
R$15 – vendas pelo Sympla
O espetáculo, com direção e texto de Renato Santos, mostra, a partir da memória musical do casal, os 56 anos de amor entre Zélia Gattai (Luciana Borghi) e Jorge Amado (Pedro Miranda, que vive diversos personagens além de Jorge). Eles moraram, durante 40 anos, na casa do Rio Vermelho, atual Memorial, espaço de referência para Salvador, onde os escritores recebiam, de forma acolhedora, artistas nacionais e internacionais como Pablo Neruda, Vinícius de Moraes, Glauber Rocha, Jean-Paul Sartre, João Ubaldo Ribeiro, além de lideranças religiosas locais e políticos. “A encenação é realista, histórica. O espetáculo segue uma cronologia, que vai desde o primeiro encontro do casal, na década de 40, até a despedida de Zélia Gattai da casa do Rio Vermelho, onde está tomando providências para fazer da casa, um memorial”, conta Renato.

Medeia, de Consuelo de Castro
Canal da BR116 no YouTube
Até 12 de março de quarta a domingo, às 20h
No ano em que comemora 10 anos, a Cia. BR116 estreia Medeia, com Bete Coelho no papel principal, acompanhada de Roberto Audio, Flavio Rochaa, Michele Matalon, Luiza Curvo, e Matheus Campos. A direção é de Gabriel Fernandes e Bete Coelho. Em 1997, Consuelo de Castro escreveu sua versão do famoso mito grego, intitulada “Memórias do Mar Aberto – Medeia conta a sua história”. A narrativa de Consuelo é contundente, visceral, atual e não maniqueísta. Personagens como Jasão, Creonte e Glauce ganham dimensões e conflitos internos. Consuelo salienta também a traição política, além da amorosa, sofrida por Medeia. Deusa, guerreira, amante e mãe, a voz de Medeia se confunde com a da autora.

#visuais

Mulheres Fodas 
A mais nova exposição criada através do olhar sensível do artista Hiago Bezerra. Inspirada em grandes mulheres, com histórias importantes e marcantes para a humanidade. Cuidadosamente selecionadas será exposto 30 personalidades importantes para este momento, feitas em tinta acrílica sobre madeira MDF 15×20. Vivacidade, batalhas e conquistas estão externadas em lindas e vivas cores.

#podcast

Calcinha Larga
Depois de temporadas dedicadas a maternidade e sexo, o assunto da vez é amizade. E para a última edição, Camila Frender, Helen Ramos e Tati Bernardi convidam Dandara Pagu, produtora cultural e criadora do bloco Vacas Profanas, para um papo sobre amigos, carreira, aceitação e Carnaval.

#delivery

Bentô Box
Casual e de fácil transporte, o bentô – ou obentô, como são chamadas as marmitas japonesas, são o carro-chefe do Bentô Box, novo negócio do casal Telma e Marcelo Shiraishi. A marca, que nasce em ambiente digital com loja própria no Ifood, parte do desejo da chef em oferecer refeições práticas e cuidadosamente elaboradas, preparadas com os mesmos ingredientes usados em seu restaurante Aizomê, mas apresentadas em embalagens modernas e descontraídas. O cardápio base contém opções balanceadas, inspiradas nos tradicionais donburis: uma porção de gohan (arroz japonês) com coberturas variadas. A seleção do menu, em tamanhos P (300g) e G (500g), traz sugestões como o Yakiniku (carne finamente fatiada salteada com cebola, molho especial da casa e gergelim, mais tsukemono – conservas japonesas); Yakizakana (peixe grelhado com vegetais salteados e gergelim); Yakitori (sobrecoxa de frango grelhada ao molho teriyaki e gergelim, mais tsukemono – conservas japonesas) e o vegetariano Yasai (tofu grelhado com vegetais e cogumelos salteados ao shoyu, mirin e gergelim). Sucessos do Aizomê, como o Camarão empanado em flocos de arroz, o Karaaguê (sobrecoxa de frango desossada, marinada e empanada), o Mix de cogumelos salteados ao shoyu e sake também estão no cardápio.

Bentô Box

Quimera Sandwich & Co
Filho mais novo do Caledonia Whisky & Co, templo do uísque localizado no bairro de Pinheiros, chega ao delivery da cidade esta nova empreitada dos sócios Maurício Porto e Guilherme Valle. Uma sanduicheria no formato de dark kitchen que aposta em receitas autorais inspiradas na combinação de sandubas clássicos de diferentes países. O menu inclui sugestões como Pulled Chicken Bao (R$ 27), combinação da culinária norte americana com a Chinesa; já o Kimchii Choripan (R$ 31), traz união entre Argentina e Coréia; o Meatball-Bahn (R$ 31), harmonia entre a culinária norte-americana e Vietnã; o Shawarma-Li (R$ 35), é veggie com referências ao Líbano e China. Os pedidos podem ser realizados pelo aplicativo da Rappi, de terça a sábado, das 17h às 22h.

By Koji
Em tempos de quarentena, o By Koji inicia em abril a operação de delivery, para sua clientela ter a chance de saborear os pratos do chef Koji Yokomizo em casa. O restaurante, que já planejava atender neste formato de serviço, optou adiantar para este momento em que boa parte da população se resguarda. Os pedidos podem ser feitos no aplicativo ifood ou pelo WhatsApp (11 9 3034-5454). Com boa parte do cardápio disponível, foram escolhidos com cuidado os pratos que viajam bem até o cliente. Entre as sugestões, são apresentadas: Entradas, como o Carpaccio de Peixe Branco R$ 32; Temakis, com o clássico da casa Barriga de Salmão R$ 30; Sashimis servidos em cinco fatias, como Carapau R$ 25; as opções de sushis que incluem o de Viera Trufada R$ 45; Uramakis servidos em oito peças; e a seção de pratos quentes, como o Teppan de Futos do Mar, com Camarão, lula, peixe do dia e polvo R$ 110.

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.