Arte

Agenda Hype em casa: lançamentos carnavalescos, música, cinema e resistência

Gabriela Rassy - 17/02/2021

Semana pós Carnaval online, em casa, mas com lançamentos de dar gosto no coração dos nostálgicos foliões. BaianaSystem atacou de Navio Pirata, mas no primeiro ato de seu novo projeto OXEAXEEXU. Dois clipes, 7 faixas e muito amor envolvido. O Bloco Kaya na Gandaia também jogou no mundo seu primeiro lançamento para matar as saudades das ruas.

Nas lives, o Carnaval do Festival Tô Me Guardando segue reunindo alguns dos melhores blocos de São Paulo. Nesta semana, Te Pego No Cantinho, Bloco da Água Preta, Exaltapoc, Ursal O Bloco, Filhas da Lua e muito mais.

Destacão ainda para o Degusta SOMdagem com belos vídeos de artistas pernambucanos em pontos turísticos do Estado. Vale conferir!

Vem na minha 😉

#lives

SiAcalme Festival
19 e 21 de fevereiro, das 11h às 23h
Grátis
Tão logo o mundo foi freado pela pandemia, a produtora cultural Emilly Krüger rabiscou ideias para um evento pensando em tranquilizar o próprio coração, acostumado a bater na urgência do ofício. Assim nasceu o SiAcalme Festival, que fará a sua terceira e maior edição online. Da pré-estreia do monólogo “O prazer é todo nosso”, com Juliana Martins em cena sob direção de Bel Kutner, ao show do Chico Chico com participação de Fran Gil, passando por aulas de yoga, culinária, fotografia e tarot, a programação será previamente gravada no B|Co. Space Makers, no Santo Cristo, sem público, e transmitido pelo YouTube do Coletivo Emma.

Festival Tô Me Guardando
Até 28 de fevereiro
Grátis
A prefeitura promove apresentações virtuais de blocos, instalações artísticas na cidade, vivências online em formas de oficinas, aulas e bate-papos e uma variedade de atrações seguras. Ao todo, a programação é composta por 380 atividades, que já começaram no último dia 12, divididas em três frentes: agenda das manifestações carnavalescas inscritos e habilitados no edital de chamamento; uma programação de projetos especiais; e a agenda elaborada pelos centros culturais, casas de cultura e bibliotecas municipais. Nesta semana, destaque para a vivência do Te Pego No Cantinho, quarta 20h; Bloco Lunática na quinta, 20h; e Bloco do Água Preta na sexta, 16h20. No sábado, tem Unidos do BPM, às 12h, Exaltapoc, às 18h, e Ursal O Bloco, claro, às 16h20. Domingo vale chegar na live do Bloco Filhas da Lua, às 11h.

Clique aqui para conhecer a programação completa das Casas de Cultura. 

Clique aqui para saber o que vai rolar nos Centros Culturais e Teatros.

Clique aqui para ver a agenda das Bibliotecas Municipais.

#lançamentos

Baiana System | Navio Pirata
Carnaval não passou em branco nos lançamentos MESMO. O BaianaSystem já tinha soltado Reza Forte para antecipar o álbum Navio Pirata, que leva o nome do bloco que conquistou meu coração. No dia 12 vieram as outras faixas e, entre elas, Nauliza. Com a participação de Makaveli e Jaymitta, a música faz a conexão entre Bahia e África tanto no feat, quanto na gravação feita na Tanzânia e na mistura português e o suaíli ao longo da letra. Navio Pirata é o primeiro ato de “OXEAXEEXU”, projeto dividido em três partes – para a nossa alegria! O segundo ato, “Recital Instrumental”, está previsto para ser lançado em 5 de março, e o terceiro, “América do Sol”, chega no dia 26 de março.

Degusta SOMdagem
Reforçar a cena da música independente local, mesclando as novas e antigas gerações de artistas e levar para o mundo suas histórias através do audiovisual é uma das propostas do Degusta SOMdagem. Este é um projeto genuinamente pernambucano, que une música e turismo e estreia neste domingo, 24 de janeiro. Os materiais contarão com registros de artistas apresentando seu trabalho nos mais variados pontos turísticos do estado distribuídos em 10 episódios. O Degusta SOMdagem abraça todos os ritmos que fazem a música pernambucana e brasileira. E, para as primeiras edições, serão contemplados gêneros como o pop romântico de Bruno Souto e Larissa Lisboa, o brega funk de Rayssa Dias, a MPB de Julio Morais e Lua Costa, a soul music de Erica Natuza, a batida afro de Lucas dos Prazeres, o cantar regional de Isadora Melo e Martins, o folk de Weré.

Bloco Kaya na Gandaia | Te Ver Bailar
2021 ficará registrado na história da folia brasileira como o ano sem Carnaval de rua. Por conta da pandemia do coronavírus, que já se estende por quase um ano inteiro em território brasileiro, os clássicos festejos carnavalescos deste ano foram cancelados, bem como o ponto facultativo que formava o tradicional “feriado de Carnaval”. Mas isso não deve diminuir o amor brasileiro pela festa, muito pelo contrário. Mesmo com a impossibilidade de ir para as ruas e arrastar multidões, o bloco paulistano Kaya na Gandaia lançou, na sexta de Carnaval, o single “Te Ver Bailar” – uma forma de estar com o público fiel apesar da distância física.

Paige feat Kdu dos Anjos | Vem Ki Vem
Flauta e bateria marcantes somam-se aos elementos do hip-hop e do funk, que vêm revitalizando a cena mineira. Essas são as peças usadas por Paige, artista do coletivo feminino Fenda, no single “Vem Ki Vem”. Lançado pelo selo MacacoLab – braço de experimentações da produtora A Macaco, responsável pelos mega-festivais Sarará e S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L –, o single tem a participação do grupo de dança do centro cultural Lá Da Favelinha, além do MC e compositor Kdu dos Anjos (criador do espaço que foi palco do encontro entre os dançarinos). No videoclipe, Paige escancara com banhos de mangueira e de sol as portas da arte e da cultura desenvolvidas no Aglomerado da Serra, maior comunidade de Minas Gerais, localizada em Belo Horizonte.

Alice Levy | Vida que Vai
“Falta entender que existe um mundo para além de você!”. Vida que Vai é o lançamento da artista multifacetada Alice Levy: atriz, palhaça e musicista. Um xote delícia, repleto de ironia, um oferecimento à “espécie animal que perante as outras se diz mais racional”. A faixa é uma reflexão bem humorada sobre o comportamento míope de uma sociedade apática e como isso se refletiu no contexto pandêmico atual.

Katze | Psicostasia
O projeto solo da produtora musical curitibana Katherine Finn Zander, ex-integrante da banda Cora e baixista do grupo Noid, abre o ano de 2021 dando continuidade a seu trabalho de colagem sonora que mescla R&B, trap, indie e rock. Após o lançamento do EP “Moon Phases of a Relationship” (2017) e do single e videoclipe “Obsidiana” (2020), além das parcerias em projetos como Mudo (“Volta”, 2018), Resp (“Osasco”, 2020) e no EP de remixes da banda Catavento (“Panca Úmida”, 2019), Katze mostra “Psicostasia”, faixa que chega com videoclipe.

#cinema

Sementes: Mulheres pretas no poder, de Éthel Oliveira e Júlia Mariano
Estreia nas platatformas Net Now, VivoPlay e OiPlay dia 18 de fevereiro
O filme acompanha, escuta e revela quem são algumas das mulheres pretas na política do Brasil, que emergiram após o brutal assassinato de Marielle Franco. Em um país com a menor representação parlamentar feminina na América do Sul e com menos de 10% de cadeiras, existentes na câmara dos deputados, ocupadas por mulheres – responder politicamente ao assassinato de Marielle Franco significou candidatar-se a cargos de deputadas federal e estadual nas eleições de 2018, disputar o espaço da política institucional do qual Marielle foi brutalmente arrancada.

Roteiros & Roteiristas – A vida invisível | Youtube MIS
Sexta, às 20h, ao vivo
Grátis
O programa do MIS traz novidades sobre o universo de filmes e séries brasileiras. Roteiristas, acadêmicos e profissionais falam sobre temas ligados ao roteiro audiovisual em lives quinzenais. Na quarta edição, Luísa Guanabara, roteirista e curadora do projeto, recebe Inés Bortagaray e Murilo Hauser, que dividem o roteiro do longa “A vida invisível” (2019) com o diretor Karim Aïnouz. O filme, que representou o Brasil no Oscar 2019, é baseado no livro A vida invisível de Eurídice Gusmão (Companhia das Letras, 2016), de Martha Batalha. O bate-papo permeado por perguntas do público se concentra na adaptação cinematográfica de obras literárias e no processo de escrita de um filme a várias mãos.

Live – Vidas (in) visíveis: um arsenal de esperança
Domingo, 21, 18h
Grátis
O Museu da Imigração e o À La Carte, streaming de filmes do Cine Petra Belas Artes, realizam um bate-papo ao vivo sobre o documentário “Vidas (in) visíveis: Um arsenal de esperança” (2020), dirigido por Erica Bernardini. Na live acontece um bate-papo ao vivo com a diretora, o Padre Simone Bernardi, missionário do SERMIG – Arsenal da Esperança e Henrique Trindade, pesquisador do Museu da Imigração, no canal do YouTube do Museu. A programação integra o evento online +Itália, em comemoração ao Dia do Imigrante Italiano, realizado pelo MI. Para que todos assistam o filme com antecedência o À La Carte vai presentear o público com um mês de assinatura gratuita do streaming. Para acessar, basta entrar no site do À La Carte, preencher as informações, selecionar a opção “assinatura mensal” e utilizar o cupom IMIGRACAO.

#literatura

Lélia Gonzalez Vive
Segunda, 22 de fevereiro
Embora sejam referência para a filósofa Angela Davis, ícone do feminismo negro norte-americano, as ideias de Lélia Gonzalez ainda são pouco conhecidas pela maioria dos brasileiros. Foi só em 2020 que uma grande editora comercial publicou um livro sobre a pensadora nascida em Minas Gerais, em 1933. É com o objetivo de manter vivo o legado da ativista e de popularizar seu pensamento que surge o “​Lélia
Gonzalez Vive”. O projeto é fruto da parceria entre a ONG Nossa Causa e a família da antropóloga. Conteúdos sobre a trajetória e a obra da intelectual e ativista negra estarão disponíveis tanto no site da ONG quanto nas redes sociais.​ Nessas plataformas serão publicadas entrevistas, palestras e aulas da historiadora, indicações de obras produzidas por Lélia e também trabalhos sobre a educadora, assim como depoimentos de familiares, de pesquisadores e de outras personalidades influenciadas por ela. Além de Angela Davis, a lista de intelectuais impactadas pela obra da ativista inclui as filósofas Sueli Carneiro e Djamila Ribeiro e a escritora Joice Berth.

#cênicas

Herois
De 13 a 28 de fevereiro, sábados, às 21h; e domingos, às 17h
Até R$40
Espetáculo que estreou em versão online e ao vivo em novembro de 2020 volta ao cartaz em 2021. David Bowie foi a principal inspiração do personagem. Porém, outros astros do rock britânico e americano dos anos 60 e 70, como Lou Reed, Jim Morrison, Bob Dylan e The Rolling Stones, além do lendário fotógrafo Mick Rock, também estão entre as influências da montagem. Inclusive, referência a autores, como Clarice Lispector, Guimarães Rosa e Samuel Beckett; e filmes como “SHOT! O Mantra Psico-Espiritual do Rock”, de Barney Clay; e “Encontros e Desencontros”, de Sofia Coppola, também estão presentes.

#delivery

Murakami
Em termos gastronômicos, elevar e respeitar o ingrediente por meio de sua culinária autoral é o que o chef Tsuyoshi Murakami propõe-se a fazer em seu Murakami. No take away, fica à disposição um menu à lá carte reduzido, criado diariamente, onde os itens frios são prioridade.
Take away: segunda-feira a sábado, das 18h às 20h.

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.