Ciência

Equipamentos de pesca provocaram mutilações e mortes de animais marinhos em SP

Redação Hypeness - 01/02/2021 | Atualizada em - 03/02/2021

No ano passado, mais de 300 animais foram resgatados no litoral paulista com ferimentos causados por equipamentos de pesca segundo o Instituto Gremar, uma das principais organizações responsáveis pelo resgate de animais marinhos na região. De acordo com o relato de especialistas na região, o número surpreende e deve levar a atenção das autoridades.

– Pescadores trabalham para salvar baleia encalhada em praia de Santa Catarina

Pinguim foi resgatado na região da baixada santista e tinha lesões em decorrência da pesca artesanal no litoral paulista

Entre janeiro e dezembro de 2020, mais de 480 animais foram examinados pelo Instituto Biopesca. Destes, 170 apresentaram ferimentos e lesões causadas por instrumentos de pesca; é impossível inferir que essa tenha sido a causa da morte dos animais, mas certamente a pescaria na região prejudica a existência dos animais.

– Mortes de baleias e golfinhos em Santa Catarina preocupa cientistas

Foram encontradas raias, tartarugas, toninhas e vários outros animais comuns na costa paulista. Entretanto, o que surpreende os especialistas é o alto número de pinguins resgatados na região.

Nesse mês, a cidade de Santos passou a discutir a proibição da pesca com rede de arrastão após 26 raias ticunas aparecerem mortas na areia da cidade litorânea. “Muitas delas estão aparecendo nas praias da região após se enroscarem em redes de pesca”, afirmou o biólogo marinho Eric Comin, ao G1.

Tartaruga marinha perdeu uma pata em linhas de pesca, afirmam especialistas em vida marítima do litoral

Conforme afirma o Instituto Biopesca, as toninhas, uma espécie de golfinho, são algumas das principais vítimas da pesca na região. Desde o início da década, foram encontradas mais de 6 mil toninhas. Destes, 1.100 morreram por causa da pescaria de emalhe.

– Baleia tem cauda arrancada em SC e polícia investiga envolvimento de pescadores

A preocupação dos institutos é que esses números ainda estejam sendo subestimados. Com menos capacidade de fiscalização por conta da pandemia de covid-19, especialistas na vida marítima da região afirmam que a quantidade de animais vitimados pela pesca tenha sido ainda maior em 2020.

Publicidade

Fotos: Divulgação/Instituto Gremar


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Uma Noite no Museu’: curador cuidou do Museu de História Natural de Londres fechado pela pandemia