Ciência

Esta pode ser a rocha mais antiga da Terra – mas foi coletada na lua

por: Vitor Paiva

Uma pedra de 9 quilos e possivelmente mais de 4 bilhões de anos encontrada em 1971 pode ser a mais antiga rocha terrestre já descoberta – curiosamente, porém, ela não foi encontrada em nosso planeta, mas sim a 384.400 milhas de distância: mais precisamente, na lua . A pedra foi encontrada no satélite natural da Terra e trazida para nosso planeta pelos astronautas da missão Apollo 14, a oitava expedição da NASA em solo lunar, na qual mais de 42 quilos de rochas lunares foram coletados – a pedra em questão, porém, provavelmente fez o mesmo trajeto que os astronautas, vinda da Terra até a lua, alguns bilhões de anos antes.

“Big Bertha”, a mais antiga pedra da Terra, encontrada na lua © NASA

Para quem se perguntar como uma rocha viajou daqui até a lua, vale lembrar que estamos acostumados com pedaços de cometas ou mesmo de outros planetas caindo na Terra: esse caso fez simplesmente o caminho contrário, como sendo o primeiro “meteorito terrestre” documentado.

Edgar Mitchell e Alan Shepard, astronautas da Apollo 14, examinando a pedra © Wikimedia Commons

Segundo um artigo assinado pelo cientista sueco Jeremy Belluci, do Museu Sueco de História Natural – e publicado na revista científica Earth and Planetary Science Letters, as características da rocha “representam condições de pressão, temperatura e oxidação nunca encontradas na lua” ou, resposta mais provável, significam um material formado na Terra, mas catapultado ao satélite por conta de um grande impacto na Terra, como por um grande asteroide.

A pedra ainda em solo lunar

A pedra ainda em solo lunar © Wikimedia Commons

A pedra foi intitulada “14321” e apelidada como “Big Bertha”, e é de um tipo chamado “breccia”, que se caracteriza por ser uma colagem de diferentes tipos de minerais. Foi um desses tipos, chamado zirconita, que levou Belluci e sua equipe a desconfiar da procedência da Big Bertha – pelas condições nunca antes vistas em rochas lunares. A conclusão foi de que dentro da pedra havia esse meteorito terrestre. Se a datação estiver mesmo correta – de 4,011 bilhões de anos – e principalmente se a origem for mesmo confirmada, essa será a pedra terrena mais antiga já descoberta.

Cientista examinando a rocha 14321

Cientista examinando a rocha © NASA

Segundo o autor, uma conclusão, se confirmada, pode levar à revisão de muitas pesquisas realizadas com outras rochas lunares pelo planeta – e pode se revelar um capítulo importante até mesmo para os estudos sobre a formação da lua . Apesar da descoberta, a pesquisa de Belluci está por enquanto caminhando lentamente, por conta das limitações impostas pela atual pandemia. Não há problema, no entanto: quem esperou mais de 4 bilhões de anos, viajou da Terra pra lua e de volta à Terra, pode esperar um pouquinho mais.

© CC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
DNA mais antigo do mundo é descoberto e aponta para origem de mamutes na Sibéria