Futuro

Estudo busca voluntários para tratamento com cannabis contra ansiedade e insônia

Redação Hypeness - 22/02/2021

Já pensou em participar de um estudo com canabidiol sem pagar nada? Em parceria com a associação de pacientes Santa Cannabis, a Universidade Estdual de Campinas (Unicamp), a Universidade São Judas Tadeu e o Mackenzie observarão o impacto do CBD na ansiedade e em distúrbios do sono. Eles estão em busca de 200 voluntários para a pesquisa.

– Maconha medicinal afasta estereótipos e pode ser chave para legalização da erva

Estudo precisa de voluntários para entender impactos da cannabis na ansiedade e em distúrbios do sono

Pesquisa aguarda voluntários 

Em um acordo fechado entre XLR8 Brazil, uma operadora do mercado de Cannabis medicinal e a associação, diversos frascos serão importados do Canadá para realizar o estudo. A pesquisa terá duração de seis meses e aguarda voluntários para início das atividades.

– YouTube, Facebook: redes sociais bloqueiam contas de pesquisadores de maconha medicinal 

“O produto foi importado sob o programa de importação extraordinária do Brasil, conforme resolução da Anvisa. Ele é fabricado pela MediPharm, uma empresa certificada GMP (Boas Práticas de Fabricação) com sede no Canadá e na Austrália. A certificação GMP é o selo de ouro na produção de grau farmacêutico”, explicou o diretor da XLR8, Thiago Callado.

Nesse sábado (27), um painel sobre o tratamento com canabidiol e THC nos distúrbios do sono e ansiedade irá ser realizado com a participação de da professora da Mackenzie Dra Margarete Akemi e do médico cirurgião Dr Laerte Rodrigues Junior, sócio da Clínica Uidi, especializada em medicina canabinoide. As inscrições podem ser feitas no site da Santa Cannabis.

O remédio adquirido para o estudo é um óleo integral de Cannabis indica e sativa da farmacêutica MediPharm Labs, do Canadá. Ele possui concentração de 24 mg/mL de CBD e 1.3 mg/mL de THC.

Serão 20 pacientes que receberão o tratamento de forma gratuita. Os outros 180 que participarão da pesquisa irão custear o medicamento, cujo valor é de R$ 250 pelo frasco de 30 ml, também terão acompanhamento dos cientistas durante meio ano.

– Conheça os primeiros indígenas autorizados a produzir maconha medicinal

“A Santa Cannabis estar envolvida nesse estudo com tratamento de forma gratuita nos enche de orgulho. Isso reforça nossa missão enquanto ONG e prova que, no setor da Cannabis, o capital e o social podem e devem andar juntos. Essa iniciativa vai gerar ainda mais acesso a produtos de qualidade, além de coletar dados que no futuro apoiarão o âmbito científico brasileiro, além de validar o uso clínico dos produtos à base de Cannabis”, destacou o presidente da Santa Cannabis, Pedro Sabaciauskis.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.