Inspiração

Madalena aparece sorridente e bela 2 meses depois de ser resgatada da escravidão

Karol Gomes - 08/02/2021

Aos 46 anos, Madalena Gordiano surpreendeu seus seguidores nas redes sociais (que agora já passam de 20 mil) ao publicar fotos de um ensaio fotográfico mostrando a sua nova fase

Para quem não se lembra, Madalena viveu durante 38 anos em situação análoga à escravidão em um quartinho sem janelas e ventilação. Ela era mantida como refém da família do professor universitário Dalton Cesar Milagres Rigueira, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, Minas Gerais. A família também se apossou de parte da renda de Madalena 

Madalena aparece sorridente e bela 2 meses depois de ser resgatada da escravidão

Sopro de felicidade para Madalena 

Muita coisa mudou na vida de Madalena desde o resgate em novembro de 2020. Ela já deixou a imagem abatida para trás e agora aparece com cabelos alongados, maquiada e com um belo sorriso estampado no rosto – visivelmente mais jovem e feliz por estar, finalmente, livre dos abusos.

Depois da liberdade, Madalena está aprendendo a ler e escrever e tem frequentado Brasília, se juntando na luta contra o trabalho escravo no país. A história de Madalena chocou ao Brasil quando ela foi resgatada da casa dos Rigueira. A mulher contou às autoridades que, aos oito anos de idade, bateu na porta da residência da professora Maria das Graças Milagres Rigueira para pedir um pão e nunca mais saiu de lá. 

Madalena foi recebida por Maria das Graças, que prometeu adotá-la. Madalena, no entanto, foi impedida de estudar e se tornou empregada da casa para sobreviver. Depois de alguns anos, a ‘patroa‘ resolveu que a menina ficaria com o professor universitário Dalton Cesar Milagres Rigueira. No novo lar, ela continuava submetida ao trabalho sem folga, que começava às 4h da manhã, todos os dias da semana.

– Mulher que manteve idosa em situação análoga à escravidão sabia o que estava fazendo

Madalena está aprendendo a ler e escrever

Madalena se casou em 2001 com um tio da esposa de Dalton, que era ex-combatente e deixou pensão de R$ 8 mil para ela. A família, porém, controlava todo o dinheiro e só repassava R$ 200 para Madalena.

Ela só conseguiu escapar dos abusos quando começou mandar bilhetes para os vizinhos com pedidos básicos, como itens de higiene pessoal. Depois de descoberto, Dalton está sendo obrigado pela Justiça a pagar todos os direitos que deve a ela.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.