Debate

Como Hollywood fez o mundo acreditar que as Pirâmides do Egito foram construídas por escravizados

Redação Hypeness - 10/02/2021 | Atualizada em - 24/02/2021

Nem por ETs, nem por pessoas escravizadas: as pirâmides do Egito foram construídas com a mão de obra assalariada de trabalhadores locais; e é para isso que apontam as evidências históricas, arqueológicas e linguísticas.

Mas, ao contrário do que mostram documentos, diversas produções cinematográficas de Hollywood fomentam, há décadas, o imaginário equivocado de que as tais obras arquitetônicas jamais poderiam ter sido erguidas por africanos livres.

Afinal, quem construiu as pirâmides do Egito?

Por volta de 1990, uma série de túmulos humildes para trabalhadores das pirâmides foram encontrados a uma distância surpreendentemente curta das tumbas dos faraós.

Por si só, isso já é uma das provas de que aquelas pessoas não eram escravizadas, pois, se o fossem, jamais teriam sido sepultadas tão perto dos soberanos.

Lá dentro, os arqueólogos descobriram todos os bens incluídos para que os trabalhadores das pirâmides pudessem seguir pela passagem para a vida após a morte. Tal benesse também não seria concedida caso eles fossem escravizados.

Imagem das Pirâmide de Gizé

Registro das Pirâmides de Gizé, obrigatório nos arredores da cidade do Cairo, no Egito

Entre outras constatações, pesquisadores também aparecem hieróglifos documentais escritos por trabalhadores dentro de blocos que fazem parte das pirâmides.

Nesses registros, os arqueólogos conseguiram identificar nomes de gangues de trabalho que dão dicas sobre a origem dos trabalhadores, sobre como eram suas vidas e para quem trabalhavam.

Dentro dos escombros, os estudiosos também descobriram extensos vestígios de refeições feitas pelos responsáveis por erguer as pirâmides, que comiam alimentos como pão, carne, gado, cabra, ovelha e peixe.

Imagem de uma das pirâmides de Gizé

As evidências históricas levam a crer que os trabalhadores da pirâmides eram pagos pelo serviço

Por outro lado, há ampla evidência de cobrança de impostos sobre o trabalho em todo o Egito Antigo. Isso levou alguns pesquisadores a sugerirem que os trabalhadores podem ter feito rodízios em turnos de construção, como uma forma de serviço nacional.

De qualquer maneira, também não está claro se isso significa que os trabalhadores foram coagidos.

Mitos hollywoodianos sobre o Egito

Há duas origens mais prováveis ​​para o mito de que as pirâmides do Egito foram construídas por escravizados.

O primeiro deles diz respeito ao historiador grego Heródoto (485 a.C.–425 a.C.), que por vezes é chamado de “pai da história“, e por outras é apelidado de “pai das mentiras“.

Ele alegou ter visitado o Egito e escreveu que as pirâmides foram construídas por escravizados, mas, na verdade, Heródoto viveu milhares de anos após a construção das edificações, que datam por volta de 2686 a 2181 a.C.

A segunda provável origem do mito vem da longa narrativa judaico-cristã de que os judeus foram escravizados no Egito, conforme transmitido pela história de Moisés no livro bíblico do Êxodo.

Mas onde Hollywood entra nessa história? Tudo começou com o filme “Os Dez Mandamentos“, do cineasta norte-americano Cecil B. DeMille (1881 – 1959).

Originalmente lançado em 1923 e, depois, refeito em 1956, o longa retratava uma história em que israelitas escravizados eram forçados a construir grandes edificações para os faraós.

Fotografia do cineasta Cecil B. DeMille

Foto do cineasta Cecil B. DeMille, em 1942, um dos responsáveis por disseminar, em filmes, o mito de que as pirâmides foram construídas por escravos

Já em 2014, o filme “Exodus: Gods and Kings“, dirigido pelo britânico Ridley Scott, retratou o ator inglês Christian Bale como Moisés libertando os judeus da escravidão enquanto construíam as pirâmides egípcias.

O Egito proibiu o filme, alegando “imprecisões históricas”, e seu povo tem se posicionado repetidamente contra os filmes de Hollywood que repetem narrativas bíblicas sobre judeus construindo cidades do país africano.

Até mesmo a famosa animação “O Príncipe do Egito“, lançada pela Dreamworks, em 1998, recebeu críticas significativas por conta de representações de Moisés e de judeus escravizados em prol da construção das pirâmides.

A verdade é que os arqueólogos nunca encontraram evidências para as histórias bíblicas de que o povo israelense foi mantido preso no Egito. E, mesmo que judeus estivessem no Egito naquela época, é extremamente improvável que eles tivessem construído as pirâmides.

Chamada de Pirâmide de Ahmose, a última pirâmide foi construída há cerca de 3.500 anos. Isso foi centenas de anos antes de os historiadores documentarem a primeira aparição do povo israelense e de judeus no Egito.

Portanto, embora os arqueólogos ainda tenham muito a aprender sobre as pessoas que construíram as pirâmides e como o trabalho foi organizado e executado, é fácil descartar esse equívoco básico.

As pirâmides foram, de acordo com todas as evidências históricas até então, construídas por egípcios.

Com informações do site ” Revista Discover “.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Caso Lázaro expõe racismo crônico com associação de religiões negras ao satanismo