Inovação

Prato inteligente promete aumentar apetite de crianças por legumes

Vitor Paiva - 12/02/2021

Na eterna luta das mães e pais para fazer seus pequenos e pequenas comerem verduras e legumes, vale quase tudo em nome da nutrição e da saúde das crianças – até mesmo utilizar ilusão de ótica. Essa é a premissa do Het Helpende Bord, ou “prato ajudante”, em tradução livre, projeto da HAK, empresa de legumes enlatados, que utilizou técnicas de ilusão de ótica para desenvolver um prato capaz de estimular as crianças a comerem mais legumes. O design se baseou em pesquisas realizadas pela Universidade de Wageningen, na Holanda, que determinaram de que forma tais ilusões poderiam ajudar diretamente na alimentação das crianças.

o Het Helpende Bord

o Het Helpende Bord

O prato foi desenvolvido como resposta a outras pesquisas que sugerem que a resistência infantil em comer legumes é um problema global: na Holanda estima-se que o consumo de vegetais entre as crianças vem caindo, e hoje consomem menos de 72 gramas de vegetais em média por dia – muito abaixo das 100 a 150 gramas recomendadas. A teoria para o design do “prato ajudante” se baseia na sugestão de que a maneira como os alimentos são apresentados no prato, e o impacto visual dos legumes e vegetais na hora das refeições, são aspectos determinantes para que as crianças comam – ou rejeitem – os alimentos mais saudáveis.

Um prato o Het Helpende Bord e um prato infantil

O prato se assemelha a um prato de adulto se comparado aos modelos infantis tradicionais

O Het Helpende Bord traz, portanto, algums mudanças essenciais em seu desenho com relação aos pratos infantis tradicionais – a começar pela cor e o material: sabendo que as crianças gostam de imitar os hábitos dos adultos, o prato é feito em cerâmica branca, como são os pratos dos pais e mães – e não em materiais leves e coloridos, como costumam ser os pratos das crianças. Em segundo ponto, o novo prato é maior do que os normalmente utilizados pelas crianças, a fim de que a quantidade de legumes pareçam menor, e assim a necessidade de comer até o fim pareça tarefa menor.

Comparação entre um prato o Het Helpende Bord e um prato menor

O efeito dado pelo fato do prato ser de tamanho maior

Outra diferença do novo prato é uma leve alteração na coloração da área reservada para os vegetais, um pouco mais clara do que o restante da superfície – a diferença visa ressaltar, em contraste com o branco do fundo, a cor dos alimentos, para torná-los mais atraentes. Há também uma pequena cavidade nessa mesma parte reservada aos legumes, a fim de que uma maior quantidade possa ser oferecida em uma área menor – sendo, assim, possível colocar mais alimentos.

comparação entre um prato o Het Helpende Bord e outro sem cavidade

A cavidade permite que uma quantidade maior de vegetais pareça menor

Além disso, a orientação é que a parte dos vegetais seja posicionada mais próxima às crianças na hora de cada refeição – pesquisas sugerem que se comece a comer pelo alimento mais próximo.

Um prato Het Helpende Bord com vegetais

Colocar os vegetais na parte mais próxima da criança ajuda no processo

O “prato inteligente” é recomendado para crianças entre 4 e 8 anos, e se baseia na “missão” da HAK, traduzida em seu slogan: “Ajudando a todos a comer mais vegetais e legumes”.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.