Reverb

Questlove, do The Roots, dirige documentário sobre o ‘Woodstock Negro’

Vitor Paiva - 04/02/2021 | Atualizada em - 20/04/2021

Celebrado como baterista e líder da lendária banda de hip-hop The Roots, o músico estadunidense Ahmir Thompson, mais conhecido como Questlove, recentemente passou a se aventurar em outros ramos artísticos – e, segundo consta, com extremo sucesso. Summer of Soul …or when the revolution could not be televised  (Verão do Soul, ou quando a revolução não poderia ser televisionada, em tradução livre) é a estreia de Questlove como diretor de cinema, assinando um documentário sobre o Festival Cultural do Harlem, evento ocorrido no mítico bairro nova-iorquino em 1969, que não por acaso ficou conhecido como “Woodstock negro”- reunindo os maiores nomes do soul, R&B, Jazz e funk da época em um evento musical histórico.

Nina Simone se levanta no festival Festival Cultural do Harlem

Nina Simone se apresentando no festival © reprodução

Lenda da cultura negra, Nina Simone entra para o Hall da Fama do Rock

O line-up reunido em 1969 para o Harlem Cultural Festival já seria mais que suficiente para que o festival fosse visto como um marco: entre muitos nomes se apresentaram Nina Simone , BB King, Sly and the Family Stone, Max Roach, The 5th Dimension, Gladis Knight & The Pips, Mahalia Jackson e Stevie Wonder – em uma série de shows que reuniu no Harlem mais de 300 mil pessoas. O contexto da época, no entanto, tornou o evento em um acontecimento cultural fundamental para a causa negra, em um momento em que os assassinatos de Malcolm X em 1965 e principalmente de Martin Luther King Jr , em 1968, ecoavam fortemente feito um chamado de união e resistência para a população negra dos EUA e do mundo.

Stevie Wonder se eleva no festival Festival Cultural do Harlem

Festival Cultural: Stevie Wonder no Harlem

Fotos mostram os perrengues reais por trás das fotos clássicas de Woodstock

Além dos nomes supracitados, também participaram do festival gigantes da música internacional como o imenso músico sul-africano Hugh Masekela , o nigeriano Babatunde Olatunji, o cubano Mongo Santamaría, o porto-riqueno Ray Barretto e muitos outros. A simbologia do evento enquanto acontecimento histórico, no entanto, vai além dos palcos: por não confiar na polícia de Nova York contra uma multidão em um bairro negro, a produção contratou os Panteras Negras para fazerem a segurança do festival.

Questlove

O baterista e agora diretor Questlove © Getty Images

Pela primeira vez na história, Grammy não terá homens brancos disputando ‘Álbum do Ano’

O “Woodstock negro” foi inteiramente registrado pelas câmeras do cineasta Hal Tulchin, mas nunca ganhou a devida atenção ou o cuidado merecido: as 40 horas de filmes permaneceram esquecidos em um porão por mais de 50 anos, recuperadas agora pelo olhar e o trabalho de diretor de Questlove. Summer of Soul foi exibido na última edição do festival Sundance, recebendo críticas positivas no site IndieWire. O nome do filme é uma resposta do ponto de vista da cultura negra ao apelido de “Verão do amor”, como ficou conhecido o período no ano de 1967 quando do início do movimento hippie no país.

Sly se levant no festival Festival Cultural do Harlem

Sly, faça Sly & The Family Stone, sem festival

O que se sabe sobre o Museu do Hip Hop que será inaugurado no Bronx

Além de liderar o The Roots, Questlove é um renomado DJ, e nos últimos anos se tornou ainda mais celebre internacionalmente depois de sua banda se tornar atração fixa do Tonight Show, talk show apresentado por Jimmy Fallon na televisão estadunidense. Sua estreia como diretor não poderia ser, portanto, mais precisa: verdadeiro pesquisador da música e da cultura negra, Questlove iluminou em Summer of Soul a força da cultura negra e a importância da luta de movimento através da luminosa tradição da música negra no país e no mundo – da qual o próprio Questlove e sua banda fazem parte.

Publicidade

© fotos: divulgação / créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Especiais


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Precursor do rap e da cultura sound system, jamaicano U-Roy ganha álbum póstumo