Debate

Terreiro de Lumena diz que ela não é autoridade religiosa após vídeo no ‘BBB’ zombando Xangô

Redação Hypeness - 11/02/2021

Lumena Aleluia está no meio de diversas polêmicas no ‘Big Brother Brasil’. Recentemente, a psicóloga de participou de uma conversa com Nego Di, Karol Conká e Projota zombando do orixá Xangô. O papo foi duramente criticado por fiéis de religiões de matriz africana por ser desrespeitoso.

Uma representante da instituição religiosa da qual Lumena é filiada, o Terreiro Zogbodo Male Bogun Seja, também conhecido como Roça do Ventura, afirmou que ela ainda está na fase inicial de sua fé e que erros podem ser cometidos, mas que a sister não é autoridade religiosa e não representa a religião dentro do programa.

Mãe de santo defendeu que Lumena pode cometer erros e reforçou que psicóloga não é porta-voz da religião

Em entrevista ao site Bahia Notícias, a mãe de santo da Roça Ventura, Etemy Ogorensi Aline, explicou qual a posição dela dentro da fé da instituição. “Lumena é neta da Roça do Ventura, vodunci de apenas um ano de jornada. Como todos aqui sabem, o vodunci comete muitos erros até chegar a sua maior idade, erros esse que dofona (Lumena) cometeu nessa infeliz conversa com outros participantes”, disse.

– Racismo religioso faz mãe perder guarda da filha após participar de sessão de Candomblé 

Etemy deixa claro que Lumena não participa do reality na posição de representante da religião. “O filho ele escolhe o caminho que acha viável para ele, não é justo minha casa, nossa família responder por tão ato, existem outros filhos na casa, nossa casa sempre foi e sempre será idônea, portanto não temos que responder nada a ninguém. Ela não está no programa na condição de AUTORIDADE RELIGIOSA, nem tão pouco cumprido sua obrigação de VODUNCI, ela é uma participante de um programa. Espero que todos entendam, por que poderia ser com qualquer filho, lidar com ser humano não é fácil, portanto todos sabem o quão é desafiador”, completou.

‘BBB’: Karol Conká, Lumena, Projota e Nego Di são acusados de intolerância religiosa por falas sobre Xangô

A conversa entre Karol Conká, Lumena, Projota e Nego Di foi feita justamente para caçoar de Lucas Penteado, que é filho de Xangô. O comediante Nego Di, conhecido por seu estilo de humor ofensivo, fez uma piada relacionando o orixá com práticas sexuais. “Eu xangôzei”, disse o humorista. “Cheguei a xangôzar no quarto, vei. Ave, Maria“, completou. Então, Conká validou o deboche. “Você falando é muito engraçado. ‘Eu chamei Xangô, véi'”. Lumena ainda relembrou uma outro papo dizendo que Xangô havia abandonado Lucas Pentado.

Inquérito policial foi aberto após comentários preconceituosos de participantes do Big Brother Brasil 21

Confira o vídeo:

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância da Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu um inquérito sobre o caso a pedido do deputado estadual Átila Nunes (MDB-RJ).

Vale rememorar que as religiões de matriz africana são o principal alvo de ataques no nosso país. Em 2019, 59% das denúncias de intolerância religiosa (ou racismo religioso) no Brasil foram feitas por membros da Umbanda e do Candomblé.

– Mangueira e Grande Rio se destacam com Jesus negro e defesa do Candomblé

Nas redes sociais, fiéis de religiões afro-brasileiras ficaram profundamente decepcionados com os comentários dos participantes e com a conivência de Lumena. Outros lembraram que Karol Conká se utilizou de influências do cancioneiro do Candomblé e da Umbanda nas suas composições. Confira a reação do público.

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Globo


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Empresas demitem jovens que fizeram instrutor de surfe provar ser dono de bicicleta