Ciência

Vacina contra HIV atinge etapa final de testes clínicos; passo histórico significa muito

Redação Hypeness - 19/02/2021

O combate ao HIV recebeu a melhor notícia em 10 anos. Uma vacina desenvolvida contra o vírus chegou à última etapa dos testes clínicos. O imunizante desenvolvido pela farmacêutica Janssen entra agora no recrutamento de participantes para o estudo em todo o mundo, inclusive no Brasil.

A terceira etapa vai determinar se a vacina é realmente capaz de proteger contra a transmissão do vírus causador da Aids. A tecnologia utilizada para o desenvolvimento do remédio é a mesma empregada nas vacinas contra a covid-19, o o vírus modificado transporta o material genético da doença até as células humanas. 

Vacina contra HIV atinge etapa final de testes clínicos; passo histórico significa muito

Vale lembrar que a vacina deverá funcionar como um preventivo para HIV, tornando o indivíduo imune ao vírus – e não como cura para os já infectados. A pessoa vacinada passa a produzir uma resposta imune contra proteínas do HIV sem nunca ter tido contato com o vírus antes.

– Mulher teria se curado espontaneamente do HIV após quase 30 anos, diz revista

A eficácia para a pesquisa já havia sido testada em 2009, mas, na época, o imunizante só conseguiu evitar 30% das infecções. Agora, 11 anos depois, a expectativa é maior porque as fases anteriores do estudo mostraram que a vacina se comportou de maneira segura e foi capaz de criar anticorpos.  

Testes da vacina contra HIV no Brasil 

Em São Paulo, a Universidade de São Paulo (USP), o Hospital Emílio Ribas e o centro de Referência Vila Mariana são responsáveis pelo recrutamento de voluntários saudáveis. No Rio, a Fiocruz e o Hospital Geral de Nova Iguaçu é que farão a seleção. Também haverá recrutamento em Belo Horizonte (UFMG), em Curitiba (Centro Médico São Francisco) e em Manaus (Fundação Medicina Tropical).

– Unifesp diz que paciente está há 17 meses sem HIV em estudo inédito e histórico

O estudo quer selecionar homens gays ou bissexuais cisgêneros e homens ou mulheres transexuais entre 18 e 60 anos. Os interessados podem entrar em contato por meio do Programa de Educação Comunitária da FMUSP através do Instagram @pec.hcfmusp ou pelo e-mail agendamento.estudo@gmail.com. Os voluntários serão sorteados para receber aleatoriamente as quatro doses da vacina experimental ou de um placebo – substância sem efeito.

Publicidade

Foto: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.