Sustentabilidade

Você sabia que o Mercado Bitcoin compensa suas emissões de carbono?

por: Vitor Paiva

Para que o bitcoin possa ser a moeda do futuro é preciso que haja o futuro, e é por isso que, desde seu surgimento que o mercado de criptomoedas se comprometeu com a compensação de seu impacto ambiental. No Brasil, a exchange nacional Mercado Bitcoin, maior plataforma de criptomoedas e ativos digitais da América Latina, estabeleceu parceria com a MOSS para se tornar a primeira corretora de criptomoeda do planeta a compensar toda sua emissão de gases poluentes – através da compra de créditos de carbono.

© Getty Images

A parceria entre a MOSS e a Mercado Bitcoin traz ao mercado o MCO2, primeiro token lastreado em crédito de carbono pelo mundo – trata-se, portanto, de um token verde, que permite ao cliente também fazer sua parte por um futuro melhor, ou simplesmente viável. “Essa é uma iniciativa que muda a vida das pessoas, pois permite compensar a pegada de carbono remunerando projetos de preservação do meio ambiente com toda a transparência e a segurança que a tecnologia Blockchain oferece”, afirmou Fabricio Tota, diretor de Novos Negócios da MB Digital Assets (MBDA), ao comentar a parceria.

© Getty Images

O comprador que optar pelo MCO2 poderá utilizar seu crédito no momento da compra, ou manter os créditos para compensar eventuais emissões de CO2 posteriores ou quando quiser. A utilização do crédito de carbono será feita diretamente na plataforma da MOSS, e registrada no blockchain da Ethereum. Quando utilizado, o token é virtualmente “destruído”, para assim comprovar a compensação pela empresa ou pessoa em questão. A MOSS é a maior plataforma ambiental do mundo, e a primeira a tokenizar créditos de carbono.

© Pixabay

O lançamento do MCO2 pela MOSS representa o maior estoque de créditos de carbono da história, com 2 milhões de toneladas – equivalente a um mercado de US$ 36 milhões de dólares, ou R$ 200 milhões de reais na cotação atual. “Incluir em nosso portfólio um ativo que remunera projetos de preservação do meio ambiente é um grande passo para o MB e está alinhado com a nossa estratégia de expansão internacional”, afirmou Reinaldo Rabelo, CEO da MB.

© CC

Vale reiterar que cada token possui regras próprias de emissão de distribuição e que, portanto, é importante estudar o funcionamento para compreender corretamente a quantidade devidamente compensada juntamente com os benefícios, incentivos e particularidades de cada produto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Governo federal autoriza morte de pedaço da Amazônia com uso de Usina de Belo Monte