Debate

Angelia Jolie acusa Brad Pitt de violência doméstica; filho testemunha contra pai

Karol Gomes - 22/03/2021

O divórcio de Angelina Jolie, 45, e Brad Pitt, 57, que aconteceu em 2016, acaba de ganhar mais um capítulo polêmico. Segundo o site The Blast, a atriz entrou com um novo processo judicial contra o ex-marido, acusando-o de violência doméstica. A defesa do ator nega e argumenta, de acordo com a revista US Weekly, que essa seria uma tentativa de Jolie para usar os filhos do casal como arma no tribunal, visando permitir que ela possa tirar as crianças de Los Angeles sem a aprovação ou conhecimento dele. 

“As crianças sofreram tantos traumas e isso está apenas aumentando, mas está fora do controle de Brad”, disse a fonte da Revista US Weekly.  Jolie e Pitt têm seis filhos: Maddox, de 19 anos; Zahara, de 16; Pax, de 17; John, de 14; e os gêmeos Knox e Vivienne, que estão com 12.

– O importante desabafo de Brad Pitt sobre alcoolismo após separação de Angelina Jolie

O divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt corre nos tribunais desde 2016

Depoimento de Maddox 

O site The Blast noticiou ainda que Jolie vai apresentar provas de violência doméstica e que os filhos do casal também podem testemunhar no processo. O mais velho, Maddox, já teria dado um depoimento contra o pai nos tribunais, e “não foi muito lisonjeiro”, segundo informações da US Weekly.

De acordo com uma fonte ouvida pelo site, ele quer remover legalmente o sobrenome Pitt, e usar Jolie. Porém, a atriz não apoia essa decisão, divulgou a revista.

– Brad Pitt e Angelina Jolie apoiam a decisão do filho de mudar para um nome masculino

Angelina Jolie ao lado dos filhos Zahara Marley e Maddox Jolie-Pitt

Na ocasião do divórcio, Brad Pitt foi acusado por Maddox de agredir física e verbalmente quando ele, a mulher e os filhos voltavam da França para Los Angeles em um jato particular, mas, após ser investigado pelo Departamento da Criança e Serviço Familiar americano, Brad Pitt. 

Publicidade

Fotos: Getty Images


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.